Sérvia recua em medidas de confinamento após protestos

Sérvia recua em medidas de confinamento após protestos
SÁBADO 10 de julho de 2020

Presidente avisa que os hospitais estão cheios, mas centenas de pessoas saíram para a rua contra restrições a aplicar na capital, Belgrado.

A Sérvia desistiu dos planos de confinamento devido à pandemia de coronavírus previstos para este fim de semana na capital, Belgrado, depois de três dias de protestos contra as restrições. A medida tinha como objetivo limitar o aumento das novas infeções na cidade, mas o governo recuou. 

À Reuters, o presidente sérvio Aleksandar Vucic acusou os opositores políticos de estarem por detrás dos protestos e avisou que, caso continuem, será difícil conter a epidemia. Há mais protestos previstos. 

"Eles [opositores políticos] estão a usar o coronavírus para as suas aspirações políticas", afirmou Vucic. "Não tenho problemas com os protestos... O problema é que se tornaram violentos, porque [os opositores] não têm soluções, não têm nada a oferecer às pessoas."

Para continuar a ler
Já tem conta? Faça login
Para activar o código da revista, clique aqui
Investigação
Opinião Ver mais