Rei da Malásia abdica inesperadamente depois de apenas dois anos no trono

Lusa 06 de janeiro de 2019
Sábado
Leia a revista
Em versão ePaper
Ler agora
Edição de 29 de julho a 4 de agosto
As mais lidas

Não foi adiantada a razão para a resignação do mais novo monarca do país muçulmano do sudeste asiático, que casou recentemente com uma ex-modelo russa.

O rei da Malásia, Muhammad V, abdicou este domingo inesperadamente, depois de dois no trono, sem que tenha sido adiantada a razão para a resignação do mais novo monarca do país muçulmano do sudeste asiático.

Muhammad V Rei Malásia
Muhammad V Rei Malásia
Muhammad V Rei Malásia
Muhammad V Rei Malásia
Muhammad V Rei Malásia
Muhammad V Rei Malásia

O palácio da monarquia constitucional da Malásia revelou que o sultão Muhammad V, eleito em dezembro de 2016 entre os governantes hereditários dos nove Estados malaios em cada cinco anos, decidiu abdicar imediatamente, quando ainda lhe faltavam cumprir mais três anos de reinado.

"Sua majestade, 15º rei, resignou. Decisão entra em vigor em 6 de Janeiro", revelou comunicado do palácio real.

Muhammad V protagoniza a primeira resignação de um rei na história da Malásia, que se tornou independente do Reino Unido em agosto de 1957.

Muhammad V pertence ao Estado de Kelantan, no nordeste da Malásia.

Na semana passada, circularam rumores de nova ausência do monarca, de 49 anos, depois de, em novembro, terem sido comunicadas oficialmente razões de saúde para justificar a ausência.

O facto é que, naquele mês, Muhammad V casou com uma ex-modelo russa.

Descubra as
Edições do Dia
Publicamos para si, em três periodos distintos do dia, o melhor da atualidade nacional e internacional. Os artigos das Edições do Dia estão ordenados cronologicamente aqui , para que não perca nada do melhor que a SÁBADO prepara para si. Pode também navegar nas edições anteriores, do dia ou da semana
Artigos Relacionados
Investigação
Opinião Ver mais