Recuperação lenta mantém fábricas europeias em risco

Jornal de Negócios 04 de maio de 2020

Com a atividade económica abaixo do normal durante algum tempo, as empresas e os empregos vão continuar sob ameaça.

Depois de terem sofrido uma queda sem precedentes em abril, as fábricas europeias vão demorar muito tempo a recuperar dos estragos causados pelo coronavírus.

No relatório mensal sobre o setor industrial, a IHS Markit afirma que a recuperação dos encerramentos vai ser "frustantemente lenta". Com a atividade económica abaixo do normal durante algum tempo, as empresas e os empregos vão continuar sob ameaça.

O índice da Markit mostra que a confiança no setor recuou para um mínimo histórico em abril e o corte de empregos foi o mais acentuado desde 2009. O índice para a zona euro desceu de 44,5 em março para para 33,4 em abril – o nível mais baixo desde que começou a ser calculado em 1997. Um registo abaixo de 50 indica contração.

Para continuar a ler
Já tem conta? Faça login
Para activar o código da revista, clique aqui
Investigação
Opinião Ver mais