Primeiro-ministro neozelandês demitiu-se

Lusa 05 de dezembro de 2016
As mais lidas

John Key esteve oito anos no poder. Alega razões familiares para este afastamento

O primeiro-ministro neo-zelandês, John Key, anunciou hoje inesperadamente a demissão, após oito anos no poder, alegando razões familiares.

"Esta é a decisão mais difícil que já tomei e não sei o que vou fazer a seguir", declarou Key, em conferência de imprensa.

Observadores previam que Key se recandidatasse à quarta eleição geral no próximo ano, mas o primeiro-ministro demissionário afirmou que não pretendia repetir o erro de outros líderes mundiais e sair antes de uma derrota.

Numa voz trémula, John Key afirmou ter feito sacrifícios pessoais para estar no cargo, o que tinha prejudicado a sua família.

O Partido Nacional vai reunir-se a 12 de Dezembro para escolher um novo dirigente partidário e primeiro-ministro, acrescentou.

Key disse apoiar o vice-primeiro-ministro, Bill English, para as funções.
Descubra as
Edições do Dia
Publicamos para si, em três periodos distintos do dia, o melhor da atualidade nacional e internacional. Os artigos das Edições do Dia estão ordenados cronologicamente aqui , para que não perca nada do melhor que a SÁBADO prepara para si. Pode também navegar nas edições anteriores, do dia ou da semana
Artigos Relacionados
Opinião Ver mais