Portugal é o segundo país da UE onde custo de PPP é mais elevado

Jornal de Negócios 30 de janeiro de 2020

As garantias dadas nas PPPs pesam mais em Portugal do que noutros países da União Europeia, mas somando todas as garantias públicas o Estado português fica a meio da tabela.

Em 2018, Portugal era o segundo país da União Europeia onde as responsabilidades contigentes com PPP mais pesam: 2,5% do PIB, apenas superado pela Eslováquia (2,6% do PIB). Os dados foram divulgados esta quinta-feira, 30 de janeiro, pelo Eurostat. 

Em causa estão as garantias dadas pelo Estado a quem empresta que, se o devedor entrar em incumprimento, irá acarretar a perdas que, de outra forma, iria sofrer. Este representa assim um potencial risco para as finanças públicas, explica o gabinete de estatísticas europeu. 

No caso das parcerias público-privadas, os contratos de longo-prazo assinados entre o Estado e as empresas em questão implicam também responsabilidades contingentes que em todos os países da UE correspondem a menos de 3% do PIB.

Para continuar a ler
Já tem conta? Faça login
Investigação
Opinião Ver mais