"Não consigo respirar". Despedidos quatro polícias envolvidos na morte de homem negro

'Não consigo respirar'. Despedidos quatro polícias envolvidos na morte de homem negro
SÁBADO 26 de maio de 2020

George Floyd morreu depois de um polícia se ajoelhar no seu pescoço, tentando controlá-lo para o deter. Vídeo difundido nas redes sociais e mostra a vítima mortal pedir ajuda por várias vezes e a reclamar que não conseguia respirar.

Quatro agentes envolvidos na morte de um homem negro na noite de segunda-feira, em Minneapolis, EUA, foram despedidos. "Foi a decisão certa", disse o chefe da polícia local, Medaria Arradondo, ao anunciar a decisão tomada pelas autoridades depois do vídeo de um polícia a "prender" o pescoço de George Floyd ter sido difundido nas redes sociais. 

No vídeo, gravado na segunda-feira, ouve-se o homem a queixar-se de que lhe dói o pescoço, a implorar por água e a dizer ao agente repetidamente que não consegue respirar. Ouve-se também a voz de uma mulher que diz que a vítima está a sangrar do nariz e outro transeunte a insultar o agente, exclamando que o homem não estava a resistir à detenção e acusando o polícia de "estar a gostar".

Os polícias foram chamados por volta das 20h00 locais de segunda-feira para investigar uma denúncia de falsificação num negócio, segundo o porta-voz da polícia, John Elder. Os agentes encontraram o homem, correspondente à descrição do suspeito, dentro do carro.

Para continuar a ler
Já tem conta? Faça login
Para activar o código da revista, clique aqui
Investigação
Opinião Ver mais