Membros da Greenpeace entram em central nuclear francesa

Lusa 28 de novembro de 2017
Sábado
Leia a revista
Em versão ePaper
Ler agora
Edição de 21 a 27 de janeiro
As mais lidas

Activistas quiseram denunciar a insegurança deste tipo de instalações e o seu fácil acesso.


Um grupo de membros da Greenpeace entrou hoje na central nuclear de Cruas-Meysse, no sul de França, para denunciar a insegurança deste tipo de instalações e o seu fácil acesso.

A organização não-governamental indicou que cerca de 20 activistas entraram na central pelas 06:20 (05:20 em Lisboa) para alertar contra a "extrema vulnerabilidade" das piscinas de combustível nuclear usado.

<iframe src="https://www.facebook.com/plugins/video.php?href=https%3A%2F%2Fwww.facebook.com%2Fgreenpeacefrance%2Fvideos%2F10155987946452458%2F&show_text=0&width=560" width="560" height="315" style="border:none;overflow:hidden" scrolling="no" frameborder="0" allowTransparency="true" allowFullScreen="true"></iframe>

Os activistas quiseram "denunciar a inacção" da energética EDF, operadora dos 58 reactores nucleares em solo francês, face aos alertas sobre o "risco nuclear".

Alguns dos activistas subiram a uma dessas piscinas, enquanto outros deixaram a marca da sua mão, para "demonstrar a sua acessibilidade".

A Greenpeace recordou que no passado dia 12 de Outubro outro grupo entrou na central de Cattenom, no noroeste do país, para evidenciar também a sua fragilidade.

"Desde então, a EDF não fez nada", acrescentou a ONG, que indicou que os seus activistas conseguiram entrar hoje no local "em menos de dez minutos" e alertou que as piscinas de combustível são as que mais radioactividade contêm e não estão suficientemente protegidas de ataques exteriores.
Descubra as
Edições do Dia
Publicamos para si, em três periodos distintos do dia, o melhor da atualidade nacional e internacional. Os artigos das Edições do Dia estão ordenados cronologicamente aqui , para que não perca nada do melhor que a SÁBADO prepara para si. Pode também navegar nas edições anteriores, do dia ou da semana.
Boas leituras!
Artigos Relacionados
Opinião Ver mais