Martin Schulz vai concorrer contra Merkel

Lusa 24 de novembro de 2016
As mais lidas

O presidente do Parlamento Europeu, Martin Schulz, anunciou hoje que vai abandonar a política europeia e concorrer nas próximas legislativas alemãs, em 2017, contra a chanceler Angela Merkel

Martin Schulz, o presidente do Parlamento Europeu (PE), vai deixar a política europeia para concorrer nas próximas legislativas alemãs, em 2017, contra a chanceler Angela Merkel.

Yves Herman/Reuters
"Não irei concorrer para presidente do Parlamento Europeu no próximo ano, irei candidatar-me ao Bundestag alemão como cabeça de lista do meu partido, o SPD, pela Renânia do Norte/Vestfália", anunciou Schulz, numa declaração e imprensa, em Bruxelas. "Não foi uma decisão fácil", salientou.

O SPD é actualmente parceiro da coligação governamental alemã liderada por Markel, que já anunciou a candidatura a um quarto mandato como chanceler.

A decisão de Schulz abre o debate sobre a sua sucessão no PE, sendo o Partido Popular Europeu (PPE) - o maior grupo político do PPE - apontado como a mais provável fonte do próximo presidente.

No entanto, políticos do PPE já ocupam a presidência do Conselho Europeu (Donald Tusk) e da Comissão Europeia (Jean-Claude Juncker).

Martin Schulz é deputado ao PE desde 1994 e entre 2004 e 2012 foi o líder da bancada socialista no hemiciclo europeu. Foi eleito presidente do Parlamento Europeu em 17 de Janeiro de 2012.
Descubra as
Edições do Dia
Publicamos para si, em três periodos distintos do dia, o melhor da atualidade nacional e internacional. Os artigos das Edições do Dia estão ordenados cronologicamente aqui , para que não perca nada do melhor que a SÁBADO prepara para si. Pode também navegar nas edições anteriores, do dia ou da semana
Artigos Relacionados
Opinião Ver mais