Malaguetas e pescarias: como a droga de El Chapo entrava nos EUA

Malaguetas e pescarias: como a droga de El Chapo entrava nos EUA
Leonor Riso 14 de janeiro de 2019

Julgamento do narcotraficante mexicano, do cartel de Sinaloa, continua a decorrer. As testemunhas estão a revelar como se desenrolava a operação de tráfico de cocaína para os EUA.

O julgamento de Joaquin "El Chapo" Guzman, um dos narcotraficantes mais conhecidos do México e antigo líder do cartel de Sinaloa, arrancou a 13 de Novembro e deverá durar mais algumas semanas. Cada sessão dá novas informações – através das testemunhas chamadas – sobre como os cartéis de droga a introduziam nos Estados Unidos: de latas de malaguetas a carruagens de comboio com droga ensacada a vácuo.

Uma das conclusões vai contra a intenção de Donald Trump de construir um muro entre os EUA e o México. A maioria da droga chegava aos Estados Unidos através de pontos de entrada legais, e não em zonas fora do alcance do muro e das autoridades.

Só uma estratégia, a de um túnel na fronteira entre o estado do Arizona e o México, escapava às autoridades. Porém, este deixou de ser utilizado para traficar droga no início dos anos 90 devido à ação das autoridades, detalha a CNN. 

Para continuar a ler
Já tem conta? Faça login
Para activar o código da revista, clique aqui
Investigação
Opinião Ver mais