Guaidó diz ter deixado Venezuela graças a Forças Armadas

Guaidó diz ter deixado Venezuela graças a Forças Armadas
Leonor Riso 23 de fevereiro de 2019

Guaidó, que foi reconhecido por 50 governos como o presidente interino da Venezuela, está em Cúcuta onde assistiu ao concerto Venezuela Aid Live.

Juan Guaidó, o autoproclamado presidente da Venezuela, diz ter conseguido aterrar na Colômbia apesar de estar proibido de viajar graças a elementos das Forças Armadas do seu país – que já declararam o apoio a Maduro.

Guaidó, que foi reconhecido por 50 governos como o presidente interino da Venezuela, está em Cúcuta onde assistiu ao concerto Venezuela Aid Live. Este evento de apoio à oposição venezuelana realizou-se junto à Ponte Internacional Tienditas, na Colômbia. Precedeu a entrada prevista de ajuda humanitária na Venezuela. Na Colômbia, estão armazenadas toneladas de alimentos e medicamentos.

"A pergunta é como chegámos aqui hoje quando proibiram o espaço aéreo, impedindo qualquer tipo de viagem marítima, criando obstáculos nas estradas (...) Estamos aqui precisamente porque as Forças Armadas também participaram nesse processo", explicou Guaidó.

Para continuar a ler
Já tem conta? Faça login
Para activar o código da revista, clique aqui
Investigação
Opinião Ver mais