Football Leaks: França já analisou 12 milhões de ficheiros

Record 19 de fevereiro de 2019

A reunião, esta terça-feira, de coordenação entre países foi a primeira organizada entre as autoridades judiciais de 10 países no caso Football Leaks.

Por Record - Record

A Eurojust, o órgão da União Europeia que se destina à luta contra a criminalidade organizada, reuniu esta terça-feira em Haia para discutir as investigações em curso às suspeitas de fraude fiscal e lavagem de dinheiro motivadas pelo Football Leaks.

A reunião de coordenação entre países desta terça-feira foi a primeira organizada entre as autoridades judiciais de 10 países no caso Football Leaks. O objetivo passou pela divulgação de dados acerca dos avanços na investigação francesa e discutir a partilha de informações.

Em França 12 milhões de ficheiros foram alvo de uma primeira análise, para determinar o que é útil à investigação. "Hoje vamos dar-vos um resumo do caso Football Leaks e explicar como trabalhamos juntos para coordenar a investigação", afirmou Frédéric Baab, representante de França no Eurojust.

O representante de Portugal junto da Eurojust, António Cluny, participou na conferência de imprensa a seguir à reunião.

Para continuar a ler
Já tem conta? Faça login
Para activar o código da revista, clique aqui
Investigação
Opinião Ver mais