Covid-19: Três novos casos importados na China

Lusa 04 de maio de 2020
As mais lidas

O número de infetados "ativos" na China é de 481, incluindo 33 em estado grave. Desde o início da pandemia morreram 4.633 pessoas na China, segundo os dados oficiais.

china coronavirus
china coronavirus
Wuhan coronavirus china
China coronavirus
china coronavirus
china coronavirus
Wuhan coronavirus china
China coronavirus

A Comissão de Saúde da China informou hoje ter detetado mais três contágios importados da covid-19, um número que mantém a tendência de novos casos em níveis mínimos.

Na véspera, as autoridades tinham diagnosticado dois casos e no sábado apenas um.

Até às 00:00 (17:00 de domingo em Lisboa) foi identificado um caso na província de Shandong, no leste do país, e dois na cidade de Xangai, todos em viajantes provenientes do estrangeiro.

O número de infetados "ativos" na China é de 481, incluindo 33 em estado grave.

A Comissão não contabilizou qualquer morte, o que mantém o número total de óbitos, desde o início da epidemia no final de 2019, em 4.633, entre os 82.880 infetados oficialmente diagnosticados na China e as 77.766 pessoas que se curaram e tiveram alta hospitalar.

Em relação aos infetados assintomáticos, a China registou 13 novos casos, o que eleva para 962 pessoas sem sintomas e sob observação médica.

A nível global, segundo um balanço da agência de notícias France-Presse, a pandemia de covid-19 já provocou mais de 245 mil mortos e infetou mais de 3,4 milhões de pessoas em 195 países e territórios.

Mais de um milhão de doentes foram considerados curados.

Para combater a pandemia, os governos mandaram para casa 4,5 mil milhões de pessoas (mais de metade da população do planeta), encerraram o comércio não essencial e reduziram drasticamente o tráfego aéreo, paralisando setores inteiros da economia mundial.

Descubra as
Edições do Dia
Publicamos para si, em três periodos distintos do dia, o melhor da atualidade nacional e internacional. Os artigos das Edições do Dia estão ordenados cronologicamente aqui , para que não perca nada do melhor que a SÁBADO prepara para si. Pode também navegar nas edições anteriores, do dia ou da semana
Investigação
Opinião Ver mais