Covid-19: Cerca de 1.300 infetados numa escola militar na Indonésia

Lusa 12 de julho de 2020
As mais lidas

Do total de casos confirmados, 991 são estudantes de oficiais. Os restantes são funcionários e familiares.

Cerca de 1.300 pessoas testaram positivo ao novo coronavírus numa escola militar na Indonésia, um país que continua a lutar contra a pandemia, anunciou fonte militar.

indonesia militar
indonesia militar Getty Images

A escola de oficiais do exército indonésio, localizada a oeste da ilha de Java, a mais populosa do país, foi colocada em quarentena, anunciou na noite de sábado o Chefe do Estado-Maior do Exército, general Andika Perkasa.

Dos 1.280 casos confirmados, 991 são estudantes de oficiais, confirmou Andika Perkasa, e os restantes são funcionários e familiares.

Dos infetados, 30 têm sintomas ligeiros e foram hospitalizados e, no sábado, 17 ainda continuavam no hospital.

A presença do vírus nesta escola militar foi detetada depois de dois estudantes de oficiais apresentarem febre acompanhada de dor nas costas, tendo ido a um centro médico.

Ambos testaram positivo à covid-19 e, nesse sentido, foi feita uma vasta campanha de despistagem às cerca de 2.000 pessoas do estabelecimento de ensino, entre estudantes e funcionários.

Segundo Andika Perkasa, a origem da contaminação é desconhecida e parte do pessoal mora fora da escola militar.

O governador do estado de Java ocidental pediu aos moradores que limitem os seus movimentos nas proximidades do estabelecimento de ensino até que a pandemia seja controlada.

A indonésia é o país mais afetado no sudoeste da Ásia, com mais de 74.000 casos confirmados com o novo coronavírus e mais de 3.500 mortes.

Segundo especialistas, o número poderá ser muito mais alto, mas a triagem limitada estará a subestimar a extensão real da pandemia.

A Organização Mundial da Saúde (OMS) exortou, recentemente, a Indonésia a realizar um maior número de testes.

A pandemia de covid-19 já provocou mais de 561 mil mortos e infetou mais de 12,58 milhões de pessoas em 196 países e territórios, segundo um balanço feito pela agência francesa AFP.

A doença é transmitida por um novo coronavírus detetado no final de dezembro, em Wuhan, uma cidade do centro da China.

Depois de a Europa ter sucedido à China como centro da pandemia em fevereiro, o continente americano é agora o que tem mais casos confirmados e mais mortes.

Descubra as
Edições do Dia
Publicamos para si, em três periodos distintos do dia, o melhor da atualidade nacional e internacional. Os artigos das Edições do Dia estão ordenados cronologicamente aqui , para que não perca nada do melhor que a SÁBADO prepara para si. Pode também navegar nas edições anteriores, do dia ou da semana
Investigação
Opinião Ver mais