Cinco questões para compreender os Luanda Leaks

Cinco questões para compreender os Luanda Leaks
SÁBADO 21 de janeiro de 2020

O lançamento dos Luanda Leaks já significou um corte de relações da empresária com o banco Eurobic e com a comunidade de Davos e a intenção da justiça angolana de usar "todos os meios possíveis e ativar mecanismos internacionais para trazer Isabel dos Santos de volta a Angola".

Uma enorme divulgação de dados permitiu perceber o esquema que transformou Isabel dos Santos na mulher mais rica de África. O lançamento dos Luanda Leaks já significou um corte de relações da empresária com o banco Eurobic e com a comunidade de Davos e a intenção da justiça angolana de usar "todos os meios possíveis e ativar mecanismos internacionais para trazer Isabel dos Santos de volta a Angola". Mas o que envolve esta investigação?

1. O que é o Luanda Leaks?
Os Luanda Leaks são uma investigação de mais de 120 jornalistas mostra como a empresária conseguiu angariar uma fortuna estimada em mais de dois mil milhões de euros. A investigação levada a cabo por vários órgãos de comunicação social pertencentes ao Consórcio Internacional de Jornalistas de Investigação (ICIJ) apurou centenas de benefícios conseguidos por dos Santos durante a presidência de José Eduardo dos Santos.

2. Como foram descobertas as ligações?
Os Luanda Leaks resultaram da divulgação de mais de 715 mil emails, gráficos, contratos e auditorias obtidas pela Plataforma para Proteger Whistleblowers em África (PPLAAF, na sigla original).

Para continuar a ler
Já tem conta? Faça login
Investigação
Opinião Ver mais