Notícia

Provador do Leitor

Pusemos a mão na (máquina da) massa

12.09.2018 07:00 por Ágata Xavier
Nova máquina eléctrica permite fazer massa fresca em pouco mais de cinco minutos — e sem sujar as mãos
Foto: Sábado

Continua a ser na cozinha que inicio e termino as jantaradas: os pratos feitos a meias, a discussão sobre qual o vinho que se deve abrir primeiro, aquela pergunta — "precisas de ajuda?" — que fica sempre sem resposta. Cá em casa gostamos muito de cozinhar e gostamos ainda mais de pôr as mãos na massa, metafórica e literalmente.

Temos uma daquelas máquinas cromadas manuais, das que se prendem à bancada para dar à manivela. No ano em que a recebemos como prenda de Natal, recebemos duas, uma da minha mãe e outra do meu irmão, numa falta de comunicação enternecedora. Não a usamos tanto como gostaríamos por falta de tempo: implica vários minutos a fazer massa, outros tantos a estender e mais uns quantos a cortar.

Quando soubemos da existência de uma máquina eléctrica ficámos curiosos. Seria a junção perfeita entre fazer comida de raiz com rapidez e alguma preguiça? A Philips Pasta Maker Viva é a primeira do género a chegar ao mercado e aparece em Portugal na sua segunda versão, mais compacta do que a anterior (apenas vendida noutros países). É mesmo muito rápida — em cinco minutos a massa está pronta — e simples de usar. Além disso dá para fazer a massa que se quer, com o sabor e a qualidade que se quer (o que é óptimo para quem sofre de intolerâncias alimentares).

Basicamente a massa fresca fica pronta enquanto se espera que a água para a cozer ferva. Basta juntar farinha ao recipiente, adicionar a água ou ovo aos poucos e deixá-la trabalhar, sendo que podemos juntar sumo de espinafre ou de beterraba para criar massas coloridas (há mais sugestões no livro de receitas) e dar-lhe diferentes forma consoante o  aplicador: esparguete, fettuccine, macarrão ou placas de lasanha (que saem cilíndricas, como os cannelloni, e basta abrir).

200 gramas de farinha dão para uma refeição de duas pessoas, 400 (o máximo que a máquina suporta) dá para o dobro. Para lavar não é preciso muita ciência: tira-se a tampa e puxa-se pelo recipiente transparente. Se não sair com facilidade, ligue-a novamente à corrente e deixe rodar – talvez tenha ficado com a pá presa. Ah! E não faz barulho...o que é ideal para não perturbar a conversa entre amigos ou a escolha do vinho. Branco, sempre.

pub

Philips Pasta Maker Viva

Várias Lojas

€179


pub
pub