Dote: um casamento vertido em vinho

Joana e João, ela do Ribatejo, ele do Douro, uniram na mesma garrafa as vidas e as regiões onde cresceram. É o Dote, novidade que juntam ao portfólio da Casa da Esteira.

Sábado
Leia a revista
Em versão ePaper
Ler agora
Edição de 6 a 12 de maio
As mais lidas GPS
Rita Bertrand 19 de abril

É uma estreia absoluta e um vinho inédito - nem pode ser categorizado como DOC ou Regional, porque não tem uma origem única. O Dote, branco mineral mas untuoso, tem uvas da casta Fernão Pires, a mais expressiva da região vinícola do Tejo, vindimadas à mão em 2018 numa propriedade ribatejana de um primo de Joana Pratas, e das vinhas velhas - da década de 70, plantadas a mais de 500 metros de altitude - da Quinta do Monte Travesso de Cima, em Barcos, Tabuaço, no Douro, que em 1931 foi dote de casamento da bisavó de João Nápoles de Carvalho.

Para continuar a ler
Já tem conta? Faça login
Para activar o código da revista, clique aqui
A Newsletter Semanal Gps no seu e-mail
A GPS indica-lhe as melhores sugestões de fim de semana. Receba todas as semanas no seu email. (Enviada semanalmente)