Nem um Jedi sai vivo do novo Star Wars

Em estreia esta quinta-feira, o oitavo capítulo da saga junta Carrie Fisher em aparição póstuma como princesa Leia, e Mark Hamill, de novo Luke, decidido a acabar com a ordem dos cavaleiros inspirados pela Força

Sábado
Leia a revista
Em versão ePaper
Ler agora
Edição de 25 de fevereiro a 3 de março
As mais lidas GPS
Rita Bertrand 14 de dezembro de 2017
D.R.

Passa-se tudo numa galáxia distante, mas é na Via Láctea que vivem - e é preciso cativar - os milhões de fãs que fazem de cada novo capítulo da saga Star Wars a estreia mais ansiada do ano. O oitavo episódio, o mais longo de sempre, com 153 minutos (mais do que O Ataque dos Clones, o maior até à data, com duas horas e 22 minutos), Os Últimos Jedi chega aos cinemas portugueses esta quinta-feira, com versões IMAX, 2D e 3D, e traz mais uma criatura fofinha, o Porg - uma espécie de pinguim de pêlo amarelo, mais patusco do que o enervante Jar Jar Binks do Episódio 1 -, além da morte de Leia, da explicação sobre a origem e destino de Rey, o apogeu malévolo de Kylo Ren e os velhos conflitos de sempre, assentes em binómios da tradição judaico-cristã: o bem e o mal, a luz e as trevas, o amor e a ganância.

Para continuar a ler
Já tem conta? Faça login
A Newsletter Semanal Gps no seu e-mail
A GPS indica-lhe as melhores sugestões de fim de semana. Receba todas as semanas no seu email. (Enviada semanalmente)