Graça Morais: "Pintar é a minha teimosia"

"Ressonâncias: da Voz e dos Ecos" revela mais de 100 obras de Graça Morais, cuja maioria pertence ao coleccionador e amigo José Pedro Paço d'Arcos - há também alguns inéditos. É a primeira grande exposição a ter lugar na Fundação Champalimaud e é inaugurada a 1 de Março, com curadoria de Paulo Teixeira Pinto

Sábado
Leia a revista
Em versão ePaper
Ler agora
Edição de 9 a 15 de junho
As mais lidas GPS
Ágata Xavier 26 de fevereiro de 2017

Subia os quatro andares a correr e chegava ofegante ao ateliê de Graça Morais, que ficava na R. de São Paulo, em Lisboa. Ainda cansado, entrava de rompante, correndo na direcção dos quadros e deixando os cumprimentos para depois. Noutra altura, durante a inauguração do segundo ateliê de Graça Morais, levou duas pombas e soltou-as. Falamos de José Pedro Paço d'Arcos, o grande coleccionador e amigo da pintora natural do Vieiro, em Trás-os-Montes.

Para continuar a ler
Já tem conta? Faça login
Para activar o código da revista, clique aqui
A Newsletter Semanal Gps no seu e-mail
A GPS indica-lhe as melhores sugestões de fim de semana. Receba todas as semanas no seu email. (Enviada semanalmente)