Crítica de cinema: Fim-de-semana no Ascensor

"A importância histórica e atmosférica de Os Amantes e deste Fim-de-semana no Ascensor, ambos de 1958 e dirigidos aos 24 anos, é inegável", escreve Pedro Marta Santos

Sábado
Leia a revista
Em versão ePaper
Ler agora
Edição de 13 a 19 de maio
As mais lidas GPS
Crítica de cinema: Fim-de-semana no Ascensor
Pedro Marta Santos 18 de agosto de 2018

Louis Malle, de filmografia desigual, nunca foi um grande cineasta (Fogo Fátuo e Atlantic City são os seus filmes mais interessantes, com My Dinner with Andre como irresistível curiosidade). Mas a importância histórica e atmosférica de Os Amantes e deste Fim-de-semana no Ascensor, ambos de 1958 e dirigidos aos 24 anos, é inegável.

Para continuar a ler
Já tem conta? Faça login
Para activar o código da revista, clique aqui
A Newsletter Semanal Gps no seu e-mail
A GPS indica-lhe as melhores sugestões de fim de semana. Receba todas as semanas no seu email. (Enviada semanalmente)