Preços

Combustíveis, luz e telecomunicações: o trio infernal para o bolso dos portugueses

Combustíveis, luz e telecomunicações: o trio infernal para o bolso dos portugueses
Bruno Faria Lopes 22 de julho

Portugal é dos países europeus onde abastecer o carro, usar o telemóvel e a internet e iluminar e aquecer a casa custa mais dinheiro. Mas em média, os preços em Portugal são mais baixos do que na UE.

A tendência imparável no preço dos combustíveis – que atirou os valores por litro da gasolina e do gasóleo para muito perto de um recorde histórico – está a confirmar os lugares cimeiros de Portugal na lista dos países europeus onde abastecer o carro é mais caro. Mas este não é o único bem ou serviço desta natureza em que os portugueses – cujos salários são mais baixos do que a média europeia – pagam mais caro. Energia elétrica, gás e telecomunicações são outros exemplos de faturas gordas e mais difíceis de evitar do que as dos combustíveis. As margens das empresas e a carga fiscal alta são as principais razões.

Nos combustíveis, o preço por litro em Portugal neste mês de Julho é o quinto mais alto para gasolina 95 e o sexto para o gasóleo. A subida dos preços tem vindo a refletir o aumento do preço do barril de petróleo e das margens das empresas comercializadoras, segundo um estudo recente da Entidade para o Sector energético. Mas não só. A associação que representa as empresas petrolíferas em Portugal, a Apetro, tem referido que apenas 26% do preço de venda ao público da gasolina (29% no gasóleo) vem da cotação da matéria-prima, estando o resto espalhado por outros custos, onde se destacam os impostos (cerca de 60% do preço final). A baixa histórica da cotação do petróleo nos últimos anos ajudou a mitigar o impacto da subida dos impostos, como o ISP e o IVA.

Preço do gasóleo simples:

Preço da gasolina 95:



Para continuar a ler
Já tem conta? Faça login
Para activar o código da revista, clique aqui
Investigação
Opinião Ver mais