Maioria dos que perderam o emprego estão sem subsídio

Maioria dos que perderam o emprego estão sem subsídio
SÁBADO 02 de julho de 2020

O número de novas inscrições nos centros de emprego entre março e maio ascendeu a 160 mil mas o total de beneficiários de subsídios de desemprego subiu apenas 47,5 mil neste período. Alterações aprovadas ontem no Parlamento vão facilitar o acesso à proteção no desemprego.

A maioria dos desempregados que se inscreveram nos centros de empregos até final de maio ainda estava nessa altura sem receber subsídio. Esta é a conclusão que se pode tirar do cruzamento de vários indicadores disponibilizados pela Segurança Social e pelo Instituto do Emprego e Formação Profissional (IEFP).
Com a pandemia de covid-19, disparou o ritmo de inscrições de desempregados nos centros de emprego. Nos meses de março, abril e maio, registaram-se no IEFP 160 mil desempregados, dos quais terão partido os 136 mil pedidos de subsídio de desemprego que surgem nas estatísticas oficiais do Ministério do Trabalho.

Para continuar a ler
Já tem conta? Faça login
Para activar o código da revista, clique aqui
Investigação
Opinião Ver mais