Inspeção detetou 1.600 contratos a termo e recibos verdes irregulares em 2018

Negócios 30 de janeiro de 2019

O objetivo da ação inspetiva foi a regularização de "situações de uso indevido de contratos de prestação de serviço e de contratação a termo, bem como a regularidade do pagamento de contribuições perante a Segurança Social", explicam os dois organismos.

Por Lusa - Jornal de Negócios

A Autoridade para as Condições do Trabalho (ACT) e o Instituto da Segurança Social (ISS) detetaram em 2018 mais de 1.600 trabalhadores a termo e a recibos verdes em situação irregular, tendo sido já regularizada a maioria dos casos.

 

Para continuar a ler
Já tem conta? Faça login
Investigação
Opinião Ver mais