Fitch não se pronuncia sobre Portugal

Jornal de Negócios 22 de maio de 2020

A agência de notação financeira poderia pronunciar-se hoje sobre a dívida soberana portuguesa, mas decidiu não o fazer, depois de a 17 de abril se ter antecipado à data calendarizada e ter cortado a perspetiva de positiva para estável.

A Fitch optou esta sexta-feira por não se pronunciar sobre a dívida de Portugal, depois de a 17 de abril se ter antecipado ao calendário e ter revisto em baixa a perspetiva (outlook) de positiva para estável.

Assim, o rating permanece em BBB, o penúltimo grau da categoria de investimento de qualidade (ou dois níveis acima de "lixo").

No passado dia 17 de abril, para justificar a sua decisão fora da data agendada, a Fitch disse considerar que "os desenvolvimentos no país justificam este desvio no calendário".

Para continuar a ler
Já tem conta? Faça login
Para activar o código da revista, clique aqui
Investigação
Opinião Ver mais