Costa lança programa de estabilização com “Simplex SOS” e fim do amianto nas escolas

Lusa 22 de maio de 2020
As mais lidas

Estas foram duas das medidas que o primeiro-ministro revelou sobre o programa de estabilização económica e social que irá apresentar aos partidos com representação parlamentar e aos parceiros sociais no início da próxima semana.

O secretário-geral do PS afirmou hoje que o programa de estabilização económica e social do país vai prever um mecanismo de "Simplex SOS" para desburocratizar investimento e obras para a eliminação do amianto nas escolas.

António Costa
António Costa Lusa

Estas foram duas das medidas que António Costa revelou perante a Comissão Política Nacional do PS, quando abordou o conteúdo do programa de estabilização económica e social que irá apresentar aos partidos com representação parlamentar e aos parceiros sociais no início da próxima semana.

O programa, segundo o primeiro-ministro, terá quatro pilares, sendo o primeiro destinado a "agilizar os procedimentos necessários para que Estado, autarquias ou empresas possam investir com segurança, com transparência, mas sem burocracia".

"Por isso, nesta fase, precisamos de um ‘Simplex SOS’ que auxilie os processos de investimento e de resposta às necessidades desta crise", disse, adiantando que a segunda dimensão do programa estará centrada nas empresas.

"Precisamos que as micro e pequenas empresas estejam vivas para, quando chegarmos à fase de relançamento e reconstrução da economia, possamos contar com elas. Não há rendimento, não há emprego sem empresas, e se queremos proteger emprego e rendimento temos de apoiar as empresas. Temos também de apoiar as empresas exportadoras que, agora, enfrentam um mercado global que simultaneamente se fechou de leste a oeste", disse.

O terceiro pilar do programa, segundo o líder do executivo, estará relacionado com o emprego, "mantendo as medidas que têm sido adotadas, reinventando esses mecanismos de apoio e, em particular, responder às necessidades das jovens gerações, que estão a ser atingidas pela segunda vez numa década por duas crises brutais".

Neste terceiro pilar, o primeiro-ministro defendeu a realização de pequenas obras, livres de processos burocráticos de contratação e que "são urgentes".

"Agora que as escolas estão fechadas, é também agora ou nunca que temos de eliminar o amianto das escolas. Temos de lançar uma grande operação de eliminação do amianto das escolas", destacou António Costa.

Descubra as
Edições do Dia
Publicamos para si, em três periodos distintos do dia, o melhor da atualidade nacional e internacional. Os artigos das Edições do Dia estão ordenados cronologicamente aqui , para que não perca nada do melhor que a SÁBADO prepara para si. Pode também navegar nas edições anteriores, do dia ou da semana
Artigos Relacionados
Investigação
Opinião Ver mais