Sporting sofre mas Bas Dost mantém "leões" na Taça

O único tento da partida foi anotado pelo avançado holandês já no minuto 75 da partida, isto já depois de os 'leões' terem falhado uma grande penalidade na primeira metade, através de Adrien

O Sporting venceu o Vitória de Setúbal por 1-0, em jogo dos oitavos de final da Taça de Portugal, disputado esta quarta-feira no Bonfim. O único tento da partida foi anotado pelo avançado holandês já no minuto 75 da partida, isto já depois de os "leões" terem falhado uma grande penalidade na primeira metade, através de Adrien.

Miguel A. Lopes/Lusa
À excepção da entrada de Campbell para o lugar de Bryan Ruiz, o treinador Jorge Jesus apostou no mesmo "onze" que actuou na Luz com o Benfica, derrota por 2-1. Já José Couceiro trocou de guarda-redes em relação à equipa que defrontou o Estoril, com a inclusão de Trigueira em detrimento de Bruno Varela.

Numa primeira parte equilibrada e emocionante, aos 10 minutos, após iniciativa de Gelson Martins na direita, o Sporting ameaçou a baliza de Trigueira num remate de Campbell que saiu sobre a trave.

Já depois de reclamarem um alegado penálti por derrube de Zeegelaar sobre João Amaral no interior da área, os sadinos estiveram muito perto do golo. Aos "leões" valeu uma grande defesa de Rui Patrício a remate de Edinho, que, isolado, não teve discernimento para marcar.

Os jogadores de Jorge Jesus reagiram de imediato, acercando-se com perigo da baliza dos anfitriões. Num desses lances, aos 20 minutos, Vasco Costa derrubou Bas Dost na área, infracção sancionada pelo árbitro Nuno Almeida. Na cobrança do penalti, Adrien Silva proporcionou duas grandes defesas de Trigueira a dois tempos, evitando o golo dos "verdes e brancos".

Numa noite em que foram os guarda-redes quem mais brilharam, Rui Patrício evitou, aos 30 minutos, que os sadinos marcassem por intermédio de Ryan Gauld, mantendo o nulo com que se atingiu o intervalo.

No segundo tempo, tal como nos últimos minutos da primeira parte, as equipas encaixaram em termos tácticos. Mais pressionantes, os "leões", aos 62 minutos, criaram perigo num cabeceamento de Coates defendido por Trigueira, que, aos 73, cometeu um erro, quase deixando a bola entrar na baliza.

Dois minutos depois, já com Bryan Ruiz em campo, numa altura em que os lisboetas tinham o ascendente do jogo, o guarda-redes sadino foi mesmo buscar a bola ao fundo da baliza. Bas Dost, de cabeça, concluiu com eficácia um cruzamento de Zeegelaar na esquerda, fazendo o 1-0 para os forasteiros.

O Vitória procurou reagir ao golo, mas sem efeitos práticos, uma vez que o Sporting manteve o perigo afastado da sua baliza. O mais perto que os anfitriões estiveram de ameaçar a baliza de Rui Patrício até ao apito final foi através de um remate em zona frontal, aos 82 minutos, de Nenê Bonilha, que saiu sobre a trave.
Descubra as
Edições do Dia
Publicamos para si, em três periodos distintos do dia, o melhor da atualidade nacional e internacional. Os artigos das Edições do Dia estão ordenados cronologicamente aqui , para que não perca nada do melhor que a SÁBADO prepara para si. Pode também navegar nas edições anteriores, do dia ou da semana
Artigos Relacionados
Investigação
Opinião Ver mais