O mistério da cabeçada de Zidane

O mistério da cabeçada de Zidane
João Carlos Silva 09 de julho de 2018

No seu último jogo, a 9 de Julho de 2006, o mago francês foi expulso depois de insultado. O mistério do que se passou realmente durou vários anos.

Só quatro anos depois, em Junho de 2010, Zinedine Zidane falou com algum detalhe sobre o que aconteceu na noite de 9 de Julho de 2006 no estádio olímpico de Berlim, na final do campeonato do mundo entre a França e a Itália.

Tinha sido um jogo disputadíssimo, com Zidane a marcar para os franceses num penalti contestado  logo aos 7 minutos e o defesa italiano Marco Materazzi a igualar aos 19, de cabeça, após um canto de Andrea Pirlo. Os 90 minutos passaram sem mais golos e o prolongamento expirou da mesma forma. Mas um pouco antes, a dez minutos do fim, sem que nada o explicasse, Zidane derrubou com uma cabeçada no peito Materazzi, sem a bola por perto, e acabou expulso, no que era o seu último jogo, pelo árbitro argentino Hector Helizondo. A Itália ganhou nos penaltis, mas desse encontro ficou, para sempre, a cabeçada de Zidane – e o mistério à volta dela. O que se teria passado exactamente? O italiano insultara o francês, parecia certo. Mas dizendo exactamente o quê?

O francês, um dos melhores jogadores de todos os tempos, calou-se. Em 2010, numa conversa com o jornal espanhol El País, revelou que sentira toda a vergonha do mundo, mas nenhum arrependimento em relação a Materazzi. Um resumo:

Para continuar a ler
Já tem conta? Faça login
Investigação
Opinião Ver mais