Kikas inicia luta pela manutenção na elite mundial do surf

Cátia Andrea Costa , Lusa 02 de fevereiro de 2017
Sábado
Leia a revista
Em versão ePaper
Ler agora
Edição de 21 a 27 de janeiro
As mais lidas

"O meu primeiro objectivo é lutar pela permanência no circuito, ou seja, conseguir ficar dentro do circuito mundial para 2018", assume Frederico Morais

O português Frederico Morais parte esta quinta-feira para a Austrália, onde vão ser disputadas as três primeiras etapas do circuito mundial de surf, ambicionando a manutenção entre a elite na sua temporada de estreia. "O meu primeiro objectivo é lutar pela permanência no circuito, ou seja, conseguir ficar dentro do circuito mundial para 2018. Esse é o meu foco, agora. Depois, com o decorrer do ano, posso pensar noutros objectivos", afirmou Kikas em entrevista à Lusa antes de partir.

Depois do terceiro lugar no ranking de qualificação, em 2016, que lhe valeu a presença nas 11 provas do circuito mundial, o surfista cascalense vai retomar a competição no Maitland and Port Stephens Toyota Pro, e no Australian Open of Surfing, entre 20 e 26 de Fevereiro e 27 de Fevereiro e 5 de Março, respectivamente. "Vou para a Austrália para me preparar, para me habituar ao fuso horário, experimentar pranchas, continuar o treino técnico e físico. Antes de começar o circuito mundial há duas provas de qualificação de 6 mil pontos, importantes, e vão ser bons campeonatos de treino, com alto nível de surf e que vão ajudar a aquecer os motores para o circuito", explicou.

Direitos Reservados

<blockquote class="instagram-media" data-instgrm-captioned data-instgrm-version="7"><div> <div> <div></div></div> <p> <a href="https://www.instagram.com/p/BP8QGz3jApf/" target="_blank">This will be my view in a few days! </a></p> <p>Uma foto publicada por Frederico Morais (@fredericomoraiis) a <time datetime="2017-01-31T20:02:20+00:00">Jan 31, 2017 às 12:02 PST</time></p></div></blockquote> <script async defer src="//platform.instagram.com/en_US/embeds.js"></script>


A primeira das três provas australianas do circuito mundial, o Quiksilver Pro Gold Coast, vai ser disputada entre 14 e 25 de Março, mas, a preparação prévia de Frederico Morais segue as directrizes do treinador Richard 'Dog' Marsh, antigo surfista. "Foi um programa combinado em conjunto, que eu gostasse e me sentisse confortável em fazer e o conselho dele foi fundamental. Chegámos a um consenso e sabemos que estas provas de qualificação são fundamentais para nos prepararmos, a nível competitivo e psicológico. Felizmente vai acompanhar-me nesta etapa, é uma pessoa muito sábia, em termos de surf, e o que eu vou encarar, neste novo rumo da minha vida, ele já experienciou, por isso, vai ser uma mais-valia", sublinhou.

Além da etapa de Peniche, do circuito mundial, Frederico Morais admitiu ainda disputar outros dois campeonatos nas ondas portuguesas, casos das provas de qualificação de Cascais e dos Açores, de 10 mil e 6 mil pontos, respectivamente.

Pouco mais de um mês de se ter tornado no segundo português a disputar o circuito mundial, depois de Tiago Pires, Kikas encontrou poucas mudanças nas suas rotinas. "Acho que nada mudou. Talvez um bocadinho o mediatismo, mas, em termos de trabalho, tenho continuado a fazer o mesmo, focado, com a mesma intensidade e as mesmas pessoas - felizmente tenho uma equipa na qual confio muito - e agora é surfar", rematou.

Descubra as
Edições do Dia
Publicamos para si, em três periodos distintos do dia, o melhor da atualidade nacional e internacional. Os artigos das Edições do Dia estão ordenados cronologicamente aqui , para que não perca nada do melhor que a SÁBADO prepara para si. Pode também navegar nas edições anteriores, do dia ou da semana.
Boas leituras!
Artigos Relacionados
Opinião Ver mais