"Esta época já acabou", diz Pinto da Costa

Cátia Andrea Costa 07 de abril de 2016

O presidente do FC Porto garante que ganhar a Taça de Portugal é uma obrigação. Ainda assim, estes últimos seis jogos vão ser um teste aos jogadores para ver quem tem carácter para vestir a camisola "azul e branca" na próxima temporada

O presidente do FC Porto, Pinto da Costa, garantiu que já está a preparar a próxima época e que os últimos seis jogos vão ser um teste para decidir quem tem capacidade para envergar a camisola "azul e branca" na próxima temporada". "Já disse aos jogadores que esta época acabou", assegurou o líder dos "dragões", numa entrevista ao Porto Canal, onde assumiu que esta espécie de "pré-temporada" vai definir quem continua no plantel "independentemente do nome".

"Acima de tudo sou adepto e a derrota frente ao Tondela enche-me de vergonha", confidenciou Pinto da Costa, que diz que o objectivo é que o FC Porto volte "a jogar à FC Porto", para ganhar. "Não quero que me elejam para um próximo mandato porque ganhei, mas sim porque querem continuar a ganhar", atirou. E deixou claro que "não existe outra alternativa que não seja vencer a final da Taça de Portugal".

Alvo de contestação na madrugada de quinta-feira (foram atirados petardos para o condomínio privado onde vivo e expostas tarjas de contestação), o presidente "azul e branco" desvalorizou. Não deixou, porém, de dizer que "rebentar petardos às três e meia da manhã não tem nada a ver com adeptos, roça antes o terrorismo". E deixou um apelo às autoridades: que descubram como é que as faixas "que estiveram expostas apenas dois minutos" foram parar aos jornais.

"Como adepto também cheguei ao final da minha paciência", disse Pinto da Costa, para quem é necessário ver o que está mal, para que "os erros não se repitam". E é nesse sentido que garantiu ter já uma certeza: não volta a contratar jogadores que "não conhecia ou tinha visto jogar como aconteceu com o senhor Julen Lopetegui".

O futuro está a ser preparado com José Peseiro, que tem um ano e meio de contrato. A aposta nos jovens vai ser a marca do próximo mandato e Pinto da Costa já revelou o sonho que se segue: fazer um grande centro de formação, com colégio incluído.

Para continuar a ler
Já tem conta? Faça login
Investigação
Opinião Ver mais