Abram alas que a favorita Itália apresentou as credenciais

Cátia Andrea Costa , Lusa 27 de junho de 2016
As mais lidas

A superioridade da Itália fez-se sentir durante os 90 minutos. Os jogadores de Conte dominaram uma "roja" sem a fúria habitual e agora vão defrontar a principal favorita, a Alemanha

Sem dó, nem piedade e com inteira justiça, a Itália qualificou-se para os quartos-de-final do Europeu, ao vencer a bicampeã em título Espanha por 2-0, num embate que dominou, esta segunda-feira, em Saint-Denis.

EPA

 

O central Giorgio Chiellini, aos 33 minutos, e a ponta de lança Graziano Pellè, aos 90+1, selaram o triunfo dos transalpinos, num jogo que só não ficou resolvido mais cedo devido a sucessivas enormes intervenções de David De Gea.

 

A formação transalpina vingou, assim, a "humilhação" sofrida face aos espanhóis na final do Euro2012, quando foi goleada por 4-0, e vai agora jogar o acesso às meias-finais com a Alemanha, a detentora do título mundial.

 

Os italianos tiveram mais e melhores oportunidades e só sofreram, um pouco, na parte final, sendo que, então, o veterano guarda-redes Gianluigi Buffon também respondeu à altura, nomeadamente perante Piqué, aos 89 minutos.


Nessa altura, a selecção transalpina logrou suster a "fúria" espanhola e acabou por "matar" o encontro em contra-ataque, aos 90+1 minutos: os suplentes Insigne e Darmian desenharam a jogada e, frente a De Gea, Pellè não perdoou.

Descubra as
Edições do Dia
Publicamos para si, em três periodos distintos do dia, o melhor da atualidade nacional e internacional. Os artigos das Edições do Dia estão ordenados cronologicamente aqui , para que não perca nada do melhor que a SÁBADO prepara para si. Pode também navegar nas edições anteriores, do dia ou da semana
Artigos Relacionados
Opinião Ver mais