A lista dos ex-árbitros ‘portistas’ espiados no caso ‘E-Toupeira’

A lista dos ex-árbitros ‘portistas’ espiados no caso ‘E-Toupeira’
Eduardo Dâmaso 05 de setembro de 2018

O arguido José Augusto Silva obteve informações da base de dados da Segurança Social relativas a pessoas com ligações à arbitragem, indica acusação do caso e-toupeira.

Utilizando as credenciais de uma funcionária do tribunal de Fafe, o arguido José Augusto Silva obteve informações da base de dados da Segurança Social relativas a pessoas com ligações à arbitragem. Os procuradores escrevem na acusação que o pedido de obtenção desses dados foi feito por Paulo Gonçalves, assessor da SAD do Benfica. "Para melhor esconder a origem das pesquisas, no dia 5 de Dezembro de 2017, pelas 10.22 horas, o arguido José Silva acedeu ao sistema CITIUS com as credenciais da funcionária do tribunal de Fafe, Maria Cristina Castro, e entrou no processo com o nº44/15.8T9FAF que ali corria termos e efectuou pesquisas", afirma a acusação.

1 – Belarmino Ferreira Aleixo

Foi árbitro de futebol durante 24 anos, pertencendo à Associação de Futebol do Porto, e, segundo a acusação, surgiu "como interveniente no processo denominado ‘Apito Dourado’, pela existência de uma escuta que o relacionava com o Futebol Clube do Porto, colaborando actualmente num grupo fechado no Facebook ("polvo inteligente"), comentando arbitragens.

Para continuar a ler
Já tem conta? Faça login
Para activar o código da revista, clique aqui
Investigação
Opinião Ver mais