34 detidos por viciação de resultados em Espanha e Portugal

Lusa 01 de dezembro de 2016
Sábado
Leia a revista
Em versão ePaper
Ler agora
Edição de 13 a 19 de maio
As mais lidas

O responsável da operação da Guardia Civil indicou em conferência de imprensa que todos os tenistas são homens e figuram entre as posições 800 e 1.400 no ranking mundial

A polícia espanhola deteve esta quinta-feira 34 pessoas, incluindo seis jogadores de ténis, por viciação de resultados em torneios em Portugal e Espanha, que lhes terão rendido em apostas cerca de meio milhão de euros.

Getty Images
O responsável da operação da Guardia Civil, que se estendeu por várias províncias espanholas, indicou em conferência de imprensa que todos os tenistas são homens e figuram entre as posições 800 e 1.400 no ranking mundial. Na tabela nacional, estão entre o 30.º e o 360.º lugar.

A polícia acrescentou que a investigação, designada "Operação Futures", encontrou provas de que os detidos, todos espanhóis, estão envolvidos na manipulação de resultados em 17 torneios de categorias inferiores - Future e Challenger - disputados no Porto, em Madrid, Sevilha, Huelva e Tarragona.

Os alegados líderes na rede estão entre os detidos e foram capturados em Sevilha e na Corunha.

Os tenistas estão acusados de corrupção no desporto e incorrem numa pena de seis meses a quatro anos de prisão, além de poderem ser punidos pelas autoridades desportivas. Os implicados estão indiciados, entre outras coisas, por burla e associação criminosa.
Descubra as
Edições do Dia
Publicamos para si, em três periodos distintos do dia, o melhor da atualidade nacional e internacional. Os artigos das Edições do Dia estão ordenados cronologicamente aqui , para que não perca nada do melhor que a SÁBADO prepara para si. Pode também navegar nas edições anteriores, do dia ou da semana
Artigos Relacionados
Investigação
Opinião Ver mais