Covid-19: Porto proíbe espetáculos na noite de S. João e "Deixem o Pimba em Paz" muda para dia 25

Lusa 19 de junho de 2020
As mais lidas

Os bilhetes adquiridos dão "entrada automática" para dia 25, não sendo por isso necessário proceder à troca.

A Câmara do Porto anunciou hoje que, além das restrições já anunciadas para a noite de São João, as salas de espetáculo da cidade não vão poder funcionar, tendo o espetáculo "Deixem o Pimba em Paz" sido reagendado para dia 25 de junho.

bruno nogueira
bruno nogueira Instagram

Numa nota publicada no seu 'site' oficial, a Câmara Municipal do Porto (CMP) indica, citando um despacho do presidente, o independente Rui Moreira, que "as salas de espetáculos não poderão funcionar" na noite de São João.

Nessa noite, subia ao palco do Coliseu do Porto o espetáculo "Deixem o Pimba em Paz", com Bruno Nogueira e Manuela Azevedo, que, conforme revelou a produtora Força de Produção, "passou para o dia 25 de junho".

"Há umas horas foi emitido um despacho da CMP a proibir a realização de qualquer espetáculo, em sala ou ao ar livre, no município do Porto (...). Por esse motivo, fomos obrigados a alterar a data do espetáculo de dia 23, que passa agora para o dia 25", refere em comunicado, acrescentando que o espetáculo agendado para dia 24 não sofreu qualquer alteração.

De acordo com a produtora, os bilhetes adquiridos dão "entrada automática" para dia 25, não sendo por isso necessário proceder à troca dos bilhetes.

A Força de Produção acrescenta ainda que os reembolsos podem ser pedidos nas próximas 48 horas, até ao final de domingo, nos locais onde os bilhetes foram adquiridos.

O espetáculo foi estreado em setembro de 2013, no Teatro São Luiz, em Lisboa, pelo humorista e a cantora dos Clã. Desde então, "Deixem o Pimba em Paz" percorreu o país, foi editado em disco, alargou universo de canções e convidados, chegou a palcos das comunidades portuguesas, como a celebração do Dia de Portugal, em Newark, nos Estados Unidos, em 2017.

No reportório encontram-se músicas de Quim Barreiros, Ágata, Marante e Marco Paulo, entre outros.

Esta medida para a noite de São João junta-se às já anunciadas pela Câmara Municipal do Porto, nomeadamente, a interdição da ponte Luís I, "tanto para circulação automóvel como pedonal em ambos os tabuleiros".

De acordo com a nota da autarquia, lojas de conveniência e estabelecimentos de bebidas, sem espaço de dança, como cafés e pastelarias encerram a partir das 19:00 até às 08:00 de quarta-feira. Já os estabelecimentos de restauração que permitem a confeção de refeições encerram a partir das 23:00 até às 08:00 do dia 24 de junho.

As medidas já tinham sido anunciadas na quarta-feira, após uma reunião que serviu para "consolidar os procedimentos a assumir quanto à noite de São João" que juntou os presidentes da câmara do Porto e de Vila Nova de Gaia e os responsáveis pela PSP, Polícia Municipal, Proteção Civil Municipal, Comboios de Portugal (CP), Metro do Porto e Sociedade Transportes Coletivos do Porto (STCP).

O anúncio de medidas concretas para a noite de São João, que habitualmente leva milhares às ruas do Porto e de Vila Nova de Gaia, concelhos que tradicionalmente dividem a sua organização, surge depois de a 04 de abril, no mesmo dia em que Lisboa avançou com o cancelamento das festas de Santo António, ter sido tornado público que também os festejos são-joaninos estavam cancelados.

Portugal contabiliza pelo menos 1.527 mortos associados à covid-19 em 38.464 casos confirmados de infeção, segundo o último boletim da Direção-Geral da Saúde (DGS).

Descubra as
Edições do Dia
Publicamos para si, em três periodos distintos do dia, o melhor da atualidade nacional e internacional. Os artigos das Edições do Dia estão ordenados cronologicamente aqui , para que não perca nada do melhor que a SÁBADO prepara para si. Pode também navegar nas edições anteriores, do dia ou da semana
Artigos Relacionados
Investigação
Opinião Ver mais