Rover chinês já circula no lado oculto da Lua

Lusa 04 de janeiro de 2019
As mais lidas

Explorar o cosmos do lado oposto da Lua poderá eventualmente ajudar os cientistas a perceber melhor os primeiros dias do sistema solar e até mesmo o nascimento das primeiras estrelas.

O veículo que a China enviou para o lado oculto da Lua na nave que pousou na quinta-feira já saiu da rampa do módulo e está a mover-se na superfície lunar.

Rover chinês no lado oculto da Lua
Rover chinês no lado oculto da Lua
Rover chinês no lado oculto da Lua
Rover chinês no lado oculto da Lua
Rover chinês no lado oculto da Lua
Rover chinês no lado oculto da Lua

Segundo a agência de notícias AP, o Rover Jade Rabbit 2 iniciou o passeio pela superfície na noite de quinta-feira, cerca de 12 horas após uma nave chinesa ter pousado pela primeira vez no "lado escuro" da Lua, aquele que nunca é visto da Terra. A saída do Rover foi confirmada com uma fotografia divulgada pela Agência Espacial Chinesa.

O Jade Rabbit 2 tem seis rodas, todas com potência para que possa continuar a operar mesmo que uma delas falhe. Pode subir uma colina de 20 graus ou obstáculos de até 20 centímetros de altura. A velocidade máxima é de 200 metros por hora.

"É um pequeno passo para o Rover, mas um passo gigante para a nação chinesa", disse Wu Weiren, responsável do projeto, citado pela emissora estatal CCTV. "Este passo de gigante é decisivo para a nossa exploração do espaço e conquista do universo", acrescentou.

Explorar o cosmos do lado oposto da Lua poderá eventualmente ajudar os cientistas a perceber melhor os primeiros dias do sistema solar e até mesmo o nascimento das primeiras estrelas.

O lado oculto da Lua é muitas vezes chamado de "lado escuro" por ser relativamente desconhecido, mas não porque não receba luz solar. Os Estados Unidos, a antiga União Soviética e a China enviaram naves espaciais para o lado da Lua virado para a Terra, mas a China foi o primeiro país a enviar uma sonda para o lado mais distante.

Os cientistas chamam precisamente o lado mais distante ao lado comummente chamado de "escuro", ou "negro", porque na verdade quando da Terra se vê a Lua Nova o Sol está a brilhar do outro lado, o lado que nunca se vê a partir da Terra.

"O outro lado vê o sol por vezes. O outro lado não é negro, é apenas longe", disse o astrónomo Avi Loeb, acrescentando que falar do lado escuro da Lua "é um erro".

O mito de que a Lua tem um lado sempre escuro surgiu de um programa de televisão em 1955 e foi popularizado com o álbum The Dark Side of the Moon, do grupo musical Pink Floyd.

Descubra as
Edições do Dia
Publicamos para si, em três periodos distintos do dia, o melhor da atualidade nacional e internacional. Os artigos das Edições do Dia estão ordenados cronologicamente aqui , para que não perca nada do melhor que a SÁBADO prepara para si. Pode também navegar nas edições anteriores, do dia ou da semana.
Boas leituras!
Artigos Relacionados
Opinião Ver mais