Precisamos de um ar menos poluído para que Covid-19 não seja tão grave

Precisamos de um ar menos poluído para que Covid-19 não seja tão grave
Leonor Riso 14 de julho de 2020

Um estudo da Universidade de Birmingham provou que os níveis de poluição atmosférica influenciam o agravamento da pandemia.

Um estudo conduzido por uma equipa da Universidade de Birmingham, Reino Unido, revelou provas "convincentes" de que a poluição atmosférica aumenta de forma significativa as infeções pelo novo coronavírus, as admissões em hospitais e as mortes.

De acordo com os especialistas, um pequeno aumento na exposição a longo prazo das pessoas a partículas poluentes pode aumentar as infeções e admissões no hospital em 10% e as mortes em 15%.

Os dados analisados foram referentes aos Países Baixos, em particular a 355 concelhos holandeses. Além da poluição atmosférica, foram considerados mais de 20 outros factores, incluindo as médias da densidade populacional, idade, tamanho do agregado familiar, ocupação e obesidade. E mesmo depois dessa análise, concluiu-se que a poluição tinha influência no agravamento da epidemia. 

Para continuar a ler
Já tem conta? Faça login
Para activar o código da revista, clique aqui
Investigação
Opinião Ver mais