Namorar com um ciborgue? Mais de metade dos portugueses aceitaria

Namorar com um ciborgue? Mais de metade dos portugueses aceitaria
SÁBADO 16 de abril

Somos dos países mais recetivos a ter uma relação com alguém "melhorado". Portugal destaca-se face aos europeus, segundo uma sondagem da empresa de cibersegurança Kaspersky

Desta vez não estamos na cauda da Europa em termos estatísticos. Os portugueses demonstram ter mente mais aberta para upgrades, ou seja, entre os europeus são os mais recetivos às capacidades melhoradas nos humanos, através de chips no cérebro ou nos dedos, braços e pernas biónicos.

As conclusões foram apontadas num relatório da multinacional de cibersegurança Kaspersky, conduzido pela empresa de estudos de mercado Atomik Reserach. O inquérito O nosso futuro biónico: o que pensam os europeus sobre a realidade melhorada? decorreu entre 1 e 4 de março último, a uma amostra de 6.500 adultos – distribuídos por Portugal, Áustria, França, Alemanha, Itália, Espanha e Reino Unido.

Seria viável namorar com um ciborgue? Face à média europeia de resposta afirmativa (51%), os portugueses destacam-se (65%), "sendo dos que mais facilmente considerariam uma relação com alguém nestas circunstâncias", lê-se em comunicado enviado à SÁBADO. Em termos europeus, 5,5% revelam já ter namorado com uma pessoa "aumentada".

Para continuar a ler
Já tem conta? Faça login
Para activar o código da revista, clique aqui
Investigação
Opinião Ver mais