Hidroxicloroquina e cloroquina aumentam risco de morte em doentes com Covid-19

Hidroxicloroquina e cloroquina aumentam risco de morte em doentes com Covid-19
Mariana Branco 22 de maio de 2020

Medicamentos, utilizados no tratamento de doenças como a malária, são incentivados pelos presidentes dos EUA e do Brasil no tratamento e prevenção contra o novo coronavírus.

A hidroxicloroquina e a cloroquina, medicamentos usados no tratamento de doenças como a malária e incentivados e tomados pelos presidentes dos EUA e do Brasil, aumentam o risco de morte em doentes infetados com Covid-19. Os resultados são de um estudo publicado esta sexta-feira na revista médica The Lancet

O estudo, que envolveu 96 mil doentes hospitalizados com Covid-19 em seis continentes, revelou que aqueles pacientes a quem foram administrados estes medicamentos tiveram um significativo aumento do risco de morte comparativamente àqueles que não as tomaram. A utilização destes medicamentos também aumentou o risco de desenvolver arritmias.

"Uma coisa é não demonstrar benefícios, mas este estudo mostra perigo", disse, citado pelo Washington Post, o cardiologista Eric Topol. "Se alguma vez houve esperança para esta droga, esta é a sua morte".

Para continuar a ler
Já tem conta? Faça login
Opinião Ver mais