Em quarentena mantenha o número de refeições, mas reduza as porções

Susana Lúcio 28 de março de 2020

Nutricionista Sónia Marcelo explica como não pode ingerir a mesma quantidade de alimentos que consumia antes. Gasta menos energia e pode aumentar de peso.

Se continua a comer o pequeno-almoço que comia antes de entrar em isolamento social corre sério risco de ver o ponteiro da balança a acrescentar quilos ao seu peso ideal. Estar fechado em casa dias-a-fio, com quase nenhuma atividade física, a juntar a uma ansiedade crescente, perante o evoluir da pandemia em Portugal e no mundo, é a receita ideal para uma crise de obesidade.

"Já pensei nisso. É bem possível que, depois de superamos esta crise sanitária, tenhamos de lidar com uma crise de obesidade", diz à SÁBADO, a nutricionista Sónia Marcelo. Para evitar isso, é necessário fazer algumas alterações aos seus hábitos alimentares.

Respeite horários

Para continuar a ler
Já tem conta? Faça login
Para activar o código da revista, clique aqui
Investigação
Opinião Ver mais