C-Studio
Mais informações

C•Studio é a marca que representa a área de Conteúdos Patrocinados do universo Cofina.
Aqui as marcas podem contar as suas histórias e experiências.

Três mitos para arrumar ao pequeno-almoço

É a refeição mais importante do dia, mas nem por isso escapa a tendências e a teorias sobre cada um dos seus ingredientes. Conheça os mitos e as verdades sobre o creme vegetal e volte a deliciar-se ao pequeno-almoço, sabendo que está a contribuir para um mundo mais sustentável.

29 Março 2021 10:00

As novas tendências ao nível da alimentação trazem uma preocupação acrescida com opções mais saudáveis, mais naturais, mais ricas em nutrientes e com especial foco nos métodos de produção. Já não é só necessário ser healthy food, é também preciso que o percurso até chegar a cada refeição tenha em consideração o meio ambiente.

Do pequeno-almoço ao jantar, o creme vegetal marca presença quer como ingrediente principal, quer como parte das mais variadas receitas. O sabor inconfundível de Planta é a garantia de uma deliciosa refeição, mas passará o teste em todas as novas tendências? SIM! Não é preciso abdicar do sabor e da qualidade de Planta para comer de forma mais saudável. Conheça os principais mitos do creme vegetal preferido dos portugueses e volte a comer, de forma informada e consciente, com todo o sabor!


"Os cremes vegetais estão cheios de ingredientes nocivos


MITO!


Muitas teorias defendiam que os cremes vegetais tinham elevados níveis de gorduras transgénicas - nocivas para a saúde. Não é verdade! Em Portugal, e segundo um estudo promovido pelo Programa Nacional para a Promoção da Alimentação Saudável com o apoio da Organização Mundial da Saúde1, a média de gordura transgénica nos alimentos é de 1,9%. Normas recentes do Parlamento Europeu fixam um máximo de 2% de gorduras, em todos os produtos alimentares (uma norma que entra em vigor já no dia 1 de abril).

Há alguns alimentos, como os produtos lácteos, de pastelaria ou as carnes bovinas, que são os principais responsáveis pelo consumo de ácidos gordos transgénicos. Como vê, o creme vegetal não faz parte da lista!



 "Os cremes vegetais só têm ingredientes processados"


MITO!


Aliás, no caso de Planta, as versões OriginalSabor a Manteiga e Sal Marinho têm ingredientes 100% de origem natural e procuram a simplicidade na sua confeção. A garantia de ingredientes 100% de origem natural está até na embalagem, prova de que o compromisso com o consumidor e com a natureza é transparente. O lema Better Plant-Based Future é espelho de uma preocupação com a sustentabilidade, saúde e sabor!

 

O processo de produção é simples: à natureza vão buscar-se as sementes para serem transformadas em óleos vegetais. Juntam-se depois ingredientes de origem natural, arrefece-se e… já está!


"Os processos de produção dos cremes vegetais são nocivos para o meio ambiente"


MITO!


Na verdade, a maioria das emissões europeias de gases de efeitos de estufa no setor alimentar resulta precisamente de processos de produção alimentar de origem animal. Um estudo desenvolvido pela consultora independente Quantis2 conclui que, numa comparação entre manteiga animal e cremes vegetais, os processos de produção de cremes vegetais, como por exemplo Planta, utilizam apenas metade da água, durante todo o ciclo de produção, requerem uma menor ocupação do solo - apenas 2/3, em comparação com a manteiga animal - e têm, em média, uma redução da pegada de carbono na ordem dos 70%!

Consumir cremes vegetais é assim um pequeno passo para o Homem, mas um grande passo para a sustentabilidade do planeta. Um estudo recente feito pela Universidade Católica Portuguesa3 mostra que os portugueses estão mais atentos e mais alerta para as questões de sustentabilidade e 90.3% dos inquiridos sabe que "a redução do consumo de produtos animais é uma opção mais sustentável". Desta mesma amostra, 65.3% refere que já está, atualmente, a fazer uma redução do consumo de carnes e/ou lacticínios, para ser mais sustentável.

 

"Planta é para todos os momentos"


VERDADE!


Planta creme vegetal para barrar com ingredientes 100% naturais é mais rica em gorduras insaturadas e menor em gorduras saturadas, tornando-se uma escolha mais saudável e nutritiva. Além disso, é versátil e adequada a diversos tipos de usos.

Não é só ao pequeno-almoço que Planta marca presença! Nas torradas, em bolos fofos e saborosos, em pratos de massa… ou simplesmente para dar um toque extra de sabor a qualquer prato. Mesmo quando acabou de sair do frigorífico, é muito fácil de barrar, de envolver ou de bater para qualquer receita.

Com as versões Original, Sabor a Manteiga ou Sal Marinho, a versatilidade vem de Planta, tornando-se uma excelente aliada nas mais variadas receitas do seu dia-a-dia. O difícil mesmo é escolher!





1. Direção-Geral da Saúde. Programa Nacional para a Promoção da Alimentação Saudável, Outubro 2020, Lisboa ISBN: 978-972-675-313-1

2. Baseado numa avaliação do ciclo de vida de cremes vegetais e produtos para barrar, em comparação com manteiga, realizado em 2018 pela Quantis. Para mais informações consultar: https://upfield.com/purpose/sustainability/ 

3."Estudo sobre nomenclaturas de produtos de origem vegetal", Universidade Católica Portuguesa, 2021 (pg 12)