C-Studio
Mais informações

C•Studio é a marca que representa a área de Conteúdos Patrocinados do universo Cofina.
Aqui as marcas podem contar as suas histórias e experiências.

10 dicas para reduzir o plástico

O futuro dos oceanos e da vida marinha depende de cada um de nós, por isso vamos celebrar este dia 16 de novembro com uma mudança de comportamentos que ajude a preservar este recurso estratégico para Portugal.

16 Novembro 2020 17:54

Sabia que mais de 12 milhões de toneladas de plásticos acabam nos oceanos todos os anos? Isto equivale a despejar um camião de lixo no mar a cada minuto e está a transformar os nossos oceanos num gigantesco depósito para plástico. Os efeitos para a vida marinha são devastadores e o plástico, além de entrar em todos os níveis da cadeia alimentar dos animais marinhos, está também a chegar ao nosso prato.

Mas não tem de ser assim! É por isso que devemos estar atentos e ajudar a proteger os oceanos, mantendo o plástico longe deles e melhorando os nossos hábitos quotidianos. Todos podemos evitar que os resíduos de plástico cheguem ao mar. Como? Para começar, podemos hoje mesmo, nesta data em que se celebra o Dia Nacional do Mar, começar a adotar novos comportamentos que poderão fazer a diferença no futuro. Veja como pode ajudar com estas dicas simples:



  1. Utilizar, sempre que possível, garrafas de água reutilizáveis. As garrafas de plástico descartáveis vazias devem ser depositadas no ecoponto amarelo; 
  2. Ser um consumidor informado e ter atenção aos rótulos dos produtos que compra, preferindo sempre que possível os mais sustentáveis e com menos embalagem. Opte por produtos com o símbolo de ecodesign nas embalagens;
  3. Em vez de utilizar balões para celebrar algum acontecimento, opte por alternativas mais sustentáveis (bolas de sabão, bandeirinhas reutilizáveis, papagaios de papel, velas e lanternas);
  4. Preferir copos, talheres e palhinhas reutilizáveis, em vez de material descartável e de uso único;
  5. No transporte das suas compras prefira alternativas reutilizáveis qualquer que seja o material;
  6. Colocar os resíduos nos contentores específicos (p. ex.: embalagens, pilhas, equipamentos elétricos usados, óleos alimentares usados, cápsulas de café) seguindo as indicações constantes na sinalética de deposição. Em caso de dúvida, informar-se junto da entidade responsável local;
  7. Não colocar cotonetes, tampões, toalhitas ou pensos higiénicos na sanita, depositando-os no contentor de lixo indiferenciado;
  8. Depositar sempre as embalagens descartáveis de bebidas ou comida, mesmo que estejam sujas, no ecoponto respetivo (amarelo: plástico e metal; verde: vidro; azul: papel e cartão);
  9. Participar em campanhas de limpeza de resíduos em praias e rios;
  10. Deitar sempre as beatas no contentor de lixo indiferenciado, dado que as beatas que são atiradas ao chão acabam no mar e degradam-se gerando microplásticos.




Programa Amar o Mar Pingo Doce


O Pingo Doce há muito que está comprometido com esta mudança de comportamentos da sociedade em relação ao uso de plástico, incentivando e promovendo ações que preservam o oceano e a sua biodiversidade. Em 2019, o Pingo Doce e a Liga para a Proteção da Natureza (LPN) recolheram 2,6 toneladas de lixo marinho em ações de limpeza de praias e zonas envolventes, no âmbito do projeto Amar o Mar.

O programa Amar o Mar é um conjunto de 12 compromissos, assumidos pelo Pingo Doce, em prol da gestão eficiente e responsável dos recursos naturais, que visa garantir um menor impacto ambiental, nomeadamente a nível de proteção das espécies marinhas mais vulneráveis e do combate à poluição por plástico.

Porque só com uma gestão eficiente e responsável dos recursos naturais é possível continuar a levar até si, todos os dias, o melhor que o nosso mar nos dá. Junte-se a nós e ajude-nos a amar este mar que é de todos.


Conheça mais sobre este programa em pingodoce.pt.