Cidade suíça recusa nacionalidade a mulher por ser “chata”
Nancy Holten viu recusada o pedido por um passaporte suíço porque os vizinhos não gostaram que ela tenha protestado contra a tradição das vacas usarem sinos pesados ao pescoço
Cidade suíça recusa nacionalidade a mulher por ser “chata”
Nancy Holten viu recusada o pedido por um passaporte suíço porque os vizinhos não gostaram que ela tenha protestado contra a tradição das vacas usarem sinos pesados ao pescoço
  • Partilhe
Cidade suíça recusa nacionalidade a mulher por ser “chata”

Nancy Holten, de 42 anos, é vegan e activista dos direitos dos animais. Foi este pormenor que incomodou a maioria dos habitantes no cantão suíço de Aargau e que os levou a vetar, pela segunda vez, o pedido nacionalização da holandesa.

Tudo porque Nancy Holten fez campanha publicamente contra a tradição local de colocar sinos nos pescoços das vacas. "O som destes sinos é de 100 decibéis. É igual a um martelo pneumático. Ninguém gostaria de ter esse tipo de coisa no pescoço", disse numa entrevista a um jornal.

Junte-se aos nossos fãs.
SÁBADO, pense por si

Comentários
Nome *
Email *
Localidade *
Anónimo
O seu comentário *
Está a submeter o seu comentário a esta notícia através do IP . Como não tem o login efectuado, o seu comentário está limitado a 300 caracteres e será alvo de moderação, pelo que não será publicado de imediato. Se comentar depois de efectuar login, beneficia de um conjunto de funcionalidades exclusivas para leitores registados.
Inicie sessão ou registe-se gratuitamente.

Enviar o artigo: Cidade suíça recusa nacionalidade a mulher por ser “chata”
Comentários

nas redes
Segue Sábado.pt
Revista SÁBADO
Assine a revista SÁBADO
SÁBADO versão Epaper
A minha conta SÁBADO
Edição n.º 664
19 a 25 de Janeiro
Copyright ©
Todos os direitos reservados. É expressamente proibida a reprodução, na totalidade ou em parte, em qualquer tipo de suporte, sem prévia permissão por escrito da Cofina Media, uma empresa Grupo Cofina Media SGPS, S.A..
nas redes
amigos
120348 amigos
Dispositivos
Obrigado por ler a SÁBADO
;)
     
     
Para poder adicionar esta notícia aos seus favoritos deverá efectuar login
Caso não esteja registado no site do Record, efectue o seu registo gratuito.