Quando as crianças nascem sem sexo definido
Há crianças que nascem com útero, ovários e um pénis pequeno. Saiba como é que os pais lidam com os filhos intersexo
Quando as crianças nascem sem sexo definido
Há crianças que nascem com útero, ovários e um pénis pequeno. Saiba como é que os pais lidam com os filhos intersexo
  • Partilhe
Quando as crianças nascem sem sexo definido
Assim que soube que estava grávida de uma rapariga, Carolina começou a tratá-la por Beatriz. Mas, apesar da confirmação da ecografia, na primeira semana de vida da filha, a técnica de turismo não pôde dar-lhe esse nome. "As enfermeiras ralhavam-me e repetiam que devia tratá-la apenas por bebé." Beatriz nasceu com uma malformação nos órgãos genitais: com um clítoris demasiado grande e sem vagina. Os médicos não conseguiram dizer com certeza qual era o sexo da criança.

Logo depois do parto, quando viu o marido a chorar, Carolina pensou no pior. Nos primeiros dias, a criança foi submetida a uma série de exames: teste aos cromossomas sexuais, ecografias e ressonâncias magnéticas. "Ficámos em choque. Não percebíamos porque é que aquilo nos tinha acontecido", conta a mãe. Ao fim de uma semana, os médicos explicaram que Beatriz tinha nascido com cromossomas sexuais femininos, com útero e ovários. Era, de facto, uma rapariga – mas um tumor num rim e a disfunção na glândula supra-renal provocaram a produção de hormonas masculinas, que fizeram crescer um pénis em vez de um clítoris.

O fenómeno chama-se hiperplasia congénita da supra-renal e é uma doença do de-senvolvimento sexual. Antes designada por intersexo, é desencadeada por anomalias congénitas que podem afectar os cromossomas, os órgãos genitais internos e os externos. Há muitas variações. Um bebé pode nascer com cromossomas masculinos, mas ser insensível às hormonas masculinas e desenvolver órgãos sexuais femininos; ou sofrer de uma insensibilidade parcial às hormonas masculinas e ter um pénis pequeno; ou, ainda, nascer com cromossomas femininos mas, devido a uma disfunção metabólica, desenvolver hormonas masculinas no útero e possuir características de um rapaz (por exemplo, ter um pequeno pénis ou testículos). Estas doenças afectam um em cada quatro mil recém-nascidos.

Junte-se aos nossos fãs.
SÁBADO, pense por si

Comentários
Nome *
Email *
Localidade *
Anónimo
O seu comentário *
Está a submeter o seu comentário a esta notícia através do IP . Como não tem o login efectuado, o seu comentário está limitado a 300 caracteres e será alvo de moderação, pelo que não será publicado de imediato. Se comentar depois de efectuar login, beneficia de um conjunto de funcionalidades exclusivas para leitores registados.
Inicie sessão ou registe-se gratuitamente.

Enviar o artigo: Quando as crianças nascem sem sexo definido
Comentários

nas redes
Segue Sábado.pt
Revista SÁBADO
Assine a revista SÁBADO
SÁBADO versão Epaper
A minha conta SÁBADO
Edição n.º 664
19 a 25 de Janeiro
Copyright ©
Todos os direitos reservados. É expressamente proibida a reprodução, na totalidade ou em parte, em qualquer tipo de suporte, sem prévia permissão por escrito da Cofina Media, uma empresa Grupo Cofina Media SGPS, S.A..
nas redes
amigos
120348 amigos
Dispositivos
Obrigado por ler a SÁBADO
;)
     
     
Para poder adicionar esta notícia aos seus favoritos deverá efectuar login
Caso não esteja registado no site do Record, efectue o seu registo gratuito.