Morreu ex-presidente iraniano Akbar Hashemi Rafsanjani
Morreu aos 82 anos, vítima de um ataque cardíaco
Morreu ex-presidente iraniano Akbar Hashemi Rafsanjani
Morreu aos 82 anos, vítima de um ataque cardíaco
  • Partilhe
Morreu ex-presidente iraniano Akbar Hashemi Rafsanjani
O antigo presidente iraniano Akbar Hashemi Rafsanjani morreu este domingo, aos 82 anos, vítima de um ataque cardíaco. Rafsanjani dirigia o Conselho de Discernimento, a mais alta instância do país que resolve eventuais conflitos entre o Parlamento e o Conselho dos Guardiões. 

Segundo a imprensa internacional, antigo presidente ainda foi levado para o Hospital mas não resistiu aos problemas de coração.




Foi um dos líderes da revolução islâmica de 1979. Mais tarde, entre 1989 e 1997, foi presidente do Irão. Em 2005, Rafsanjani não conseguiu conquistar as eleições, perdendo contra Mahmoud Ahmadinejad.

A sua influência na política esteve sempre presente, apoiando ainda o presidente Hassan Rouhani, em funções desde 2013. 




Junte-se aos nossos fãs.
SÁBADO, pense por si

Comentários
Nome *
Email *
Localidade *
Anónimo
O seu comentário *
Está a submeter o seu comentário a esta notícia através do IP . Como não tem o login efectuado, o seu comentário está limitado a 300 caracteres e será alvo de moderação, pelo que não será publicado de imediato. Se comentar depois de efectuar login, beneficia de um conjunto de funcionalidades exclusivas para leitores registados.
Inicie sessão ou registe-se gratuitamente.

Enviar o artigo: Morreu ex-presidente iraniano Akbar Hashemi Rafsanjani
Comentários

nas redes
Segue Sábado.pt
Revista SÁBADO
Assine a revista SÁBADO
SÁBADO versão Epaper
A minha conta SÁBADO
Edição n.º 664
19 a 25 de Janeiro
Copyright ©
Todos os direitos reservados. É expressamente proibida a reprodução, na totalidade ou em parte, em qualquer tipo de suporte, sem prévia permissão por escrito da Cofina Media, uma empresa Grupo Cofina Media SGPS, S.A..
nas redes
amigos
120447 amigos
Dispositivos
Obrigado por ler a SÁBADO
;)
     
     
Para poder adicionar esta notícia aos seus favoritos deverá efectuar login
Caso não esteja registado no site do Record, efectue o seu registo gratuito.