Conselho de Arbitragem diz que não é vulnerável a magistérios de influência
"Foi um encontro de trabalho franco, aberto e por isso proveitoso"...
Conselho de Arbitragem diz que não é vulnerável a magistérios de influência
"Foi um encontro de trabalho franco, aberto e por isso proveitoso"...
  • Partilhe
Conselho de Arbitragem diz que não é vulnerável a magistérios de influência
Por Record

O Conselho de Arbitragem (CA) da Federação Portuguesa de Futebol (FPF) afirmou esta quarta-feira, em comunicado, que "não permite magistérios de influência de comentadores, ex-árbitros, de alguém ou de alguma organização em particular" sobre si e sobre a arbitragem.No mesmo comunicado, que tornou público após a reunião que promoveu com os clubes do futebol profissional na Cidade do Futebol, na sequência da crescente contestação ao trabalho dos árbitros, o CA não anuncia qualquer medida imediata."Foi um encontro de trabalho franco, aberto e por isso proveitoso. Aliás, aproveitamos desde já para anunciar que o CA tenciona levar a cabo reuniões deste género também no início e no final de cada época", pode ler-se no comunicado, no qual promete manter canais de diálogo abertos com os clubes e estar recetivo a ouvir sugestões de dirigentes, treinadores e jogadores.O CA faz também saber que está a "apostar forte na formação, na melhoria das condições de treino e dos métodos de avaliação", tendo a noção exata do "sacrifício que os árbitros fazem, do que suportam e do que são capazes de melhorar".Sem fornecer qualquer detalhe, o CA limita-se a expressar a sua crença, após a reunião de hoje, de que os clubes "passaram a ter mais ferramentas para compreender o trabalho profundo que está a ser feito no setor da arbitragem".Promete, finalmente, "nunca se fechar atrás de muros, desculpas fáceis ou corporativismos", assume os próprios erros e dos árbitros, os quais "sentem semanalmente" e garante aceitar a crítica "desde que seja construtiva", sabendo que a arbitragem "será sempre uma área potencialmente geradora de críticas", mas rejeitando que os juízes "sejam os bodes expiatórios de insucessos".

Junte-se aos nossos fãs.
SÁBADO, pense por si

Comentários
Nome *
Email *
Localidade *
Anónimo
O seu comentário *
Está a submeter o seu comentário a esta notícia através do IP . Como não tem o login efectuado, o seu comentário está limitado a 300 caracteres e será alvo de moderação, pelo que não será publicado de imediato. Se comentar depois de efectuar login, beneficia de um conjunto de funcionalidades exclusivas para leitores registados.
Inicie sessão ou registe-se gratuitamente.

Enviar o artigo: Conselho de Arbitragem diz que não é vulnerável a magistérios de influência
Comentários

nas redes
Segue Sábado.pt
Revista SÁBADO
Assine a revista SÁBADO
SÁBADO versão Epaper
A minha conta SÁBADO
Edição n.º 664
19 a 25 de Janeiro
Copyright ©
Todos os direitos reservados. É expressamente proibida a reprodução, na totalidade ou em parte, em qualquer tipo de suporte, sem prévia permissão por escrito da Cofina Media, uma empresa Grupo Cofina Media SGPS, S.A..
nas redes
amigos
120591 amigos
Dispositivos
Obrigado por ler a SÁBADO
;)
     
     
Para poder adicionar esta notícia aos seus favoritos deverá efectuar login
Caso não esteja registado no site do Record, efectue o seu registo gratuito.