Trabalhadores de 10 empresas iniciam greve ao trabalho extraordinário
Os trabalhadores de dez empresas de vários sectores de actividade iniciam hoje uma greve às horas de trabalho extraordinário, por tempo indeterminado, contra a redução de 50% do valor pago, no âmbito do novo Código do Trabalho.
0
0
Trabalhadores de 10 empresas iniciam greve ao trabalho extraordinário
Por Lusa - Jornal de Negócios

Os trabalhadores da CMP - Cimentos Maceira e Pataias, da SECIL – Companhia Geral de Cal e Cimento, da Serlima Wash II, da Alstom, da Amcor, da Limpersado, da Lisnave e Lisnava Yards, da Portucel, Arboser, ATF, Headbox e EMA 21, da Sovena Consumer Goods, SA e da SOMINCOR Sociedade Mineira de Neves Corvo, têm um pré-aviso de greve por tempo indeterminado, até a administração das respectivas empresas desistir de alterar o valor do trabalho extraordinário.

De acordo com o novo Código do Trabalho, que entrou em vigor a 1 de Agosto, as horas extraordinárias são pagas pela metade. Na primeira hora extra, o valor a pagar terá um acréscimo de 25% (contra os anteriores 50%) e de 37,5% nas horas seguintes (contra os anteriores 70%).

Caso o trabalho suplementar seja realizado ao fim-de-semana ou feriado, o trabalhador ganha apenas 50%, contra os anteriores 100%. O trabalho extraordinário deixa também de dar direito a descanso compensatório o que, até ao dia 1 de Agosto, representava 25% de cada hora de trabalho suplementar (15 minutos).

Os trabalhadores das empresas acima referidas juntam-se assim aos funcionários da Refer que, na quarta-feira, se juntaram aos da CP - Comboios de Portugal numa greve às horas extraordinárias, em dia de descanso semanal e aos feriados, que deverá ter especial impacto no feriado de 15 de Agosto.

Os trabalhadores da CP têm um pré-aviso de greve até ao dia 31 de Agosto, enquanto os funcionários da Refer estarão em greve desde 1 de Agosto e até ao final de Setembro.

Também a Carris, Metropolitano, STCP e CP Carga entregaram o pré-aviso de greve às horas extraordinárias para 15 de Agosto.

Entretanto, os trabalhadores dos portos de Aveiro, Figueira da Foz, Setúbal, Sines, Viana do Castelo e Caniçal-Madeira, entregaram também o pré-aviso de greve às horas extraordinárias para o mesmo dia (15 de Agosto).

Partilha o artigo
Comentários
Inicie sessão ou registe-se gratuitamente para comentar.
Revista SÁBADO
Assine a revista SÁBADO
Assine SÁBADO versão Tablet
SÁBADO Epaper
Edição nº 556
23 a 29 de Dezembro de 2014
Copyright ©
Todos os direitos reservados. É expressamente proibida a reprodução, na totalidade ou em parte, em qualquer tipo de suporte, sem prévia permissão por escrito da PRESSELIVRE - Imprensa Livre, S.A., uma empresa Grupo Cofina Media SGPS, S.A..
Obrigado por ler a SÁBADO
;)
     
     
Para poder adicionar esta notícia aos seus favoritos deverá efectuar login
Caso não esteja registado no site do Record, efectue o seu registo gratuito.