Petróleo corrige de máximos de dois meses
A expectativa de que os recentes ganhos da matéria-prima tenham sido excessivos, tendo em conta a evolução da procura por combustíveis, está a pesar nesta tendência.
0
0
Petróleo corrige de máximos de dois meses
Por Raquel Godinho - Jornal de Negócios

Em Nova Iorque, o West Texas Intermediate (WTI) recua 0,64% para os 93,07 dólares por barril, enquanto, em Londres, o Brent, que serve de referência às importações portuguesas, desvaloriza 0,48% para os 111,46 dólares por barril. O petróleo está, assim, a negociar em queda, após três sessões consecutivas de ganhos, período em que atingiu máximos de dois meses.

O “ouro negro” está hoje a corrigir dos ganhos acumulados nas últimas sessões, numa altura em que os investidores se revelam preocupados com a evolução da procura de combustíveis nos Estados Unidos, o maior consumidor do mundo.

Foi anunciado, ontem, pela American Petroleum Institute (API) que o consumo de crude desceu 4% para os 15,9 milhões de barris, na semana passada, o que representa a maior queda num mês. Hoje será divulgado o relatório sobre as reservas semanais de combustíveis publicado pelo Departamento de Energia norte-americano.

“Provavelmente, precisaremos de ver mais boas notícias, mais melhorias na procura e que as perspectivas para o crescimento económico e o impacto no petróleo aumentem significativamente”, explicou à Bloomberg Ric Spooner, analista de mercado na CMC Markets.

Esta tendência é também favorecida pela evolução cambial, uma vez que o dólar segue a ganhar terreno face ao dólar e a tornar menos atractivo o investimento em matérias-primas denominadas na moeda norte-americana. O euro desce 0,20% para os 1,2374 dólares.

Partilha o artigo
Enviar o artigo: Petróleo corrige de máximos de dois meses
Comentários

Comentários
Nome *
Email *
Localidade *
Anónimo
O seu comentário *
Está a submeter o seu comentário a esta notícia através do IP . Como não tem o login efectuado, o seu comentário está limitado a 300 caracteres e será alvo de moderação, pelo que não será publicado de imediato. Se comentar depois de efectuar login, beneficia de um conjunto de funcionalidades exclusivas para leitores registados.
Inicie sessão ou registe-se gratuitamente.

Revista SÁBADO
Assine a revista SÁBADO
SÁBADO versão Epaper
A minha conta SÁBADO
Edição nº 573
23 a 29 de Abril de 2015
Copyright ©
Todos os direitos reservados. É expressamente proibida a reprodução, na totalidade ou em parte, em qualquer tipo de suporte, sem prévia permissão por escrito da PRESSELIVRE - Imprensa Livre, S.A., uma empresa Grupo Cofina Media SGPS, S.A..
Obrigado por ler a SÁBADO
;)
     
     
Para poder adicionar esta notícia aos seus favoritos deverá efectuar login
Caso não esteja registado no site do Record, efectue o seu registo gratuito.