Louçã acusa Portas de confundir patriotismo com defesa dos cargos e privilégios
O coordenador do Bloco de Esquerda, Francisco Louçã, acusou hoje o líder do CDS-PP e ministro de Estado, Paulo Portas, de "confundir patriotismo com a defesa dos seus cargos e dos seus privilégios".
0
0
Louçã acusa Portas de confundir patriotismo com defesa dos cargos e privilégios
Por Correio da Manhã

"Hoje Paulo Portas é finalmente chamado a dizer qualquer coisinha sobre a crise. É claro que virá dizer que, por razões patrióticas, se agarra aos lugares do Governo. Há quem tenha esta enorme facilidade de confundir patriotismo com a defesa do seus cargos e dos seus privilégios", referiu Louçã."Patriotismo é outra coisa. É defender o salário do trabalho, é defender os reformados e o emprego, é rejeitar o protectorado que destrói e empobrece. Isso é que é patriotismo", sublinhou.O líder bloquista afirmou que as medidas "para atacar os impostos" são "combinadas" no Governo, acrescentando que "agora há alguns ministros que se fazem de espertos e vêm dizer que foram informados, mas que não tinham percebido".
Partilha o artigo
Comentários
Inicie sessão ou registe-se gratuitamente para comentar.
Revista SÁBADO
Assine a revista SÁBADO
Assine SÁBADO versão Tablet
SÁBADO Epaper
Edição nº 556
23 a 29 de Dezembro de 2014
Copyright ©
Todos os direitos reservados. É expressamente proibida a reprodução, na totalidade ou em parte, em qualquer tipo de suporte, sem prévia permissão por escrito da PRESSELIVRE - Imprensa Livre, S.A., uma empresa Grupo Cofina Media SGPS, S.A..
Obrigado por ler a SÁBADO
;)
     
     
Para poder adicionar esta notícia aos seus favoritos deverá efectuar login
Caso não esteja registado no site do Record, efectue o seu registo gratuito.