Infografia: 111 clubes desistiram do futebol sénior
A bilheteira só fez 16 euros. O policiamento custou 150. O árbitro 650. O melhor é acabar com isto. E muitos acabaram mesmo
0
0
Infografia: 111 clubes desistiram do futebol sénior
Por Ana Catarina André e Carlos Torres

Luís Mestre, presidente do Despertar de Beja, põe-se a fazer contas de cabeça: “Bem, nos jogos em casa pagávamos 650 euros de arbitragem, mais 150 para o policiamento, dava 800 euros. Só com Farense e Aljustrelense, em que fizemos mais de 700 euros com a bilheteira, é que deu para equilibrar as contas. Nos outros, foi só prejuízo. Num deles tivemos 16 euros de receita.”

Esta foi uma das razões para o Despertar de Beja, que no último ano esteve na III Divisão nacional, ter acabado com o futebol sénior – e foi apenas um entre 111 clubes, segundo as contas da SÁBADO, juntando os números de todas as associações distritais de futebol. No caso do Despertar, os 1.600 euros que o clube gastava mensalmente para organizar os jogos da equipa principal em casa são hoje quase suficientes para pagar o gasóleo (1.800 euros) das deslocações das oito equipas de formação, para miúdos dos 5 aos 18 anos.

Leia o artigo completo na SÁBADO de 18 de Outubro.

Infografia: 111 clubes desistiram do futebol sénior
Partilha o artigo
Comentários
Inicie sessão ou registe-se gratuitamente para comentar.
Revista SÁBADO
Assine a revista SÁBADO
Assine SÁBADO versão Tablet
SÁBADO Epaper
Edição nº 556
23 a 29 de Dezembro de 2014
Copyright ©
Todos os direitos reservados. É expressamente proibida a reprodução, na totalidade ou em parte, em qualquer tipo de suporte, sem prévia permissão por escrito da PRESSELIVRE - Imprensa Livre, S.A., uma empresa Grupo Cofina Media SGPS, S.A..
Obrigado por ler a SÁBADO
;)
     
     
Para poder adicionar esta notícia aos seus favoritos deverá efectuar login
Caso não esteja registado no site do Record, efectue o seu registo gratuito.