Quer viver bem? Cuide dos seus intestinos
Doenças como a osteoporose ou o cancro estão relacionadas com desequilíbrios digestivos. Ou seja, se cuidar do intestino aumenta as defesas e regenera o seu corpo
Quer viver bem? Cuide dos seus intestinos
Doenças como a osteoporose ou o cancro estão relacionadas com desequilíbrios digestivos. Ou seja, se cuidar do intestino aumenta as defesas e regenera o seu corpo
  • Partilhe
Quer viver bem? Cuide dos seus intestinos
Conversar sobre intestinos não é, à partida, particularmente atraente. E se aprofundarmos o tema e falarmos sobre os sons, o cheiro, ou sobre desarranjos intestinais, a coisa piora. Calma, não desista já. Porque também lhe podemos dizer que o intestino tem neurónios e um certo nível de memória. E que é possível combater a depressão com uma boa digestão. Ou mesmo que há crianças autistas que melhoram depois de uma revisão ao seu sistema digestivo. Já conseguimos a sua atenção?

"Há muitos anos que tratamos o intestino como um órgão pouco atraente e sem uma função importante", diz à SÁBADO a médica espanhola Irina Matveikova. Mas, recentemente, isso mudou. "Descobriu-se que dentro dos intestinos existem dois quilos de bactérias e que estas bactérias regulam o nosso sistema imunitário", explica a especialista em Endocrinologia e Nutrição. O que significa que temos recursos para combater uma série de doenças degenerativas, como a osteoporose. No livro O Intestino Feliz, editado este mês em Portugal pela Esfera dos Livros, Irina Matveikova revela porque é que o futuro da Medicina passa pelo sistema digestivo.

O intestino é o segundo cérebro
Há cerca de 15 ou 16 anos, a ciência demonstrou que o intestino delgado é percorrido por uma rede extensa de neurónios, idênticos aos neurónios cerebrais. Esta rede, denominada sistema nervoso entérico ou "segundo cérebro", tem a capacidade de libertar as mesmas substâncias químicas que o cérebro, como a dopamina e a serotonina (a chamada hormona da felicidade) – que influenciam não só o metabolismo e a digestão, como os estados de ânimo. "Sabe-se que 90% da serotonina é produzida e armazenada nos intestinos", diz Irina Matveikova. Daí que, quando comemos bem e fazemos uma boa digestão, tenhamos uma sensação de bem-estar. Em última análise, isto significa que é possível combater a depressão através do sistema digestivo. "Se os antidepressivos funcionam bem ao nível do cérebro superior, onde processamos somente 10% de serotonina, o que fará à que temos no intestino?", interroga a especialista.

Junte-se aos nossos fãs.
SÁBADO, pense por si

Comentários
Nome *
Email *
Localidade *
Anónimo
O seu comentário *
Está a submeter o seu comentário a esta notícia através do IP . Como não tem o login efectuado, o seu comentário está limitado a 300 caracteres e será alvo de moderação, pelo que não será publicado de imediato. Se comentar depois de efectuar login, beneficia de um conjunto de funcionalidades exclusivas para leitores registados.
Inicie sessão ou registe-se gratuitamente.

Enviar o artigo: Quer viver bem? Cuide dos seus intestinos
Comentários

nas redes
Segue Sábado.pt
Revista SÁBADO
Assine a revista SÁBADO
SÁBADO versão Epaper
A minha conta SÁBADO
Edição n.º 664
19 a 25 de Janeiro
Copyright ©
Todos os direitos reservados. É expressamente proibida a reprodução, na totalidade ou em parte, em qualquer tipo de suporte, sem prévia permissão por escrito da Cofina Media, uma empresa Grupo Cofina Media SGPS, S.A..
nas redes
amigos
120348 amigos
Dispositivos
Obrigado por ler a SÁBADO
;)
     
     
Para poder adicionar esta notícia aos seus favoritos deverá efectuar login
Caso não esteja registado no site do Record, efectue o seu registo gratuito.