O último 'Oceano Pacífico' de João Chaves (vídeo)
Depois de 28 anos, o locutor deixou o programa. A SÁBADO acompanhou-o nas últimas horas
O último 'Oceano Pacífico' de João Chaves (vídeo)
Depois de 28 anos, o locutor deixou o programa. A SÁBADO acompanhou-o nas últimas horas
  • Partilhe
O último 'Oceano Pacífico' de João Chaves (vídeo)
Por Sara Capelo e imagem de Catarina Rodrigues

Depois de 28 anos, o locutor deixou o 'Oceano Pacífico'. A SÁBADO acompanhou-o nas últimas horas

Ele diz, e repete, que foram 29 anos de 'Oceano Pacífico'. Foram quase: João Chaves começou a fazer o programa de baladas na RFM (que faz questão de explicar que quer dizer Renascença FM, apesar de poucos o saberem) em Outubro de 1984. Terminou no passado domingo, dia 17 de Fevereiro.

O nome para o programa já existia, mas foi João Chaves que criou o conceito de músicas calmas. Uma noite, logo depois de lhe proporem fazer o 'Oceano Pacífico', foi para casa e não conseguia dormir a pensar como o poderia mudar. Estava tão nervoso que pensou: “Tenho de me acalmar, isto já está fora de controlo.” E então percebeu que as pessoas precisam de calma à noite, logo, podia fazer sentido dar-lhes um programa só de baladas.

Foi um sucesso. As pessoas iam até à porta da rádio para tentarem descobrir quem era a pessoa “com aquela voz”: “Imaginavam-me loiro de olhos azuis, alto, magro, gordo.” Mas quando o viam, diziam-lhe: “Você não tem nada a ver com a sua voz!” João Chaves ria-se.

Muitas outras pessoas contactaram-no para contar as suas histórias. Uma noite, um homem com um desgosto de amor ligou-lhe a dizer que se ia suicidar. João Chaves prometeu que ia passar uma música que lhe era dedicada. Passados alguns dias voltou a ligar-lhe para lhe dizer que tinha pensado melhor. Seis meses depois, estava noivo e ia casar-se.

“Eu sei lá!”, diz João Chaves quando lhe asseguram que patrocinou muitos namoros. Mas também horas de estudo, nascimentos... Uma vez contaram-lhe que uma mulher que estava a ter dificuldades no parto, em Braga, pediu para ligarem o rádio no seu programa. A partir daí o parto correu melhor. E um ano depois, o bebé ligou-lhe a cantar os parabéns.

A RFM foi a sua casa durante mais tempo, mas para si a rádio começou aos 10, 12 anos (nasceu em Sines em 1954), quando simulava programas em casa. Foi uma escola:

“Deu-me a experiência de que eu precisava. Quando eu consegui entrar na rádio através de um concurso, eles ficaram tão admirados, que me mandaram lá ir. Entrevistaram-me no programa onde participei e pareciam dois locutores a falar um com o outro.”

Depois disso, foi convidado para colaborar com a Comercial. Estreou-se em antena no programa 'Círculo em FM' no dia em que José Ramos ficou preso no trânsito e só ele estava lá para o substituir. Um dos chefes perguntou-lhe:

“João, você tem capacidade para fazer um programa de rádio?”

Com entusiasmo, respondeu: “Foi o que eu mais quis a minha vida toda!” Tinha 26 ou 27 anos.

Aos 58, na sua última noite de programa (foi substituído por Marcos André) deixou uma promessa aos colegas: “A minha voz vai ouvir-se agora muito mais na RFM.” Tem razão: continuará a ser ele a dar voz 24 horas por dia no canal do 'Oceano Pacífico' na Internet.

O último 'Oceano Pacífico' de João Chaves (vídeo)

Junte-se aos nossos fãs.
SÁBADO, pense por si

Comentários
Nome *
Email *
Localidade *
Anónimo
O seu comentário *
Está a submeter o seu comentário a esta notícia através do IP . Como não tem o login efectuado, o seu comentário está limitado a 300 caracteres e será alvo de moderação, pelo que não será publicado de imediato. Se comentar depois de efectuar login, beneficia de um conjunto de funcionalidades exclusivas para leitores registados.
Inicie sessão ou registe-se gratuitamente.

Enviar o artigo: O último 'Oceano Pacífico' de João Chaves (vídeo)
Comentários

nas redes
Segue Sábado.pt
Revista SÁBADO
Assine a revista SÁBADO
SÁBADO versão Epaper
A minha conta SÁBADO
Edição n.º 643
25 a 31 de Agosto
Copyright ©
Todos os direitos reservados. É expressamente proibida a reprodução, na totalidade ou em parte, em qualquer tipo de suporte, sem prévia permissão por escrito da Cofina Media, uma empresa Grupo Cofina Media SGPS, S.A..
nas redes
amigos
101622 amigos
Dispositivos
Obrigado por ler a SÁBADO
;)
     
     
Para poder adicionar esta notícia aos seus favoritos deverá efectuar login
Caso não esteja registado no site do Record, efectue o seu registo gratuito.