Ikea retira tartes após sinal de contaminação fecal
Sociedade
0
0
Ikea retira tartes após sinal de contaminação fecal
A cadeia de mobiliário Ikea anunciou, esta terça-feira, a retirada de tartes de chocolate com amêndoa e caramelo das suas lojas, em 23 países, por suspeitas de altos níveis de bactérias coliformes, o que pode indicar uma contaminação fecal.

As tartes em causa são fabricadas integralmente por um fornecedor sueco, a Almondy, com quem, de acordo com o jornal ‘El Pais’, a empresa está em conversações para tentar perceber o que ocorreu.

O alerta foi dado pelas autoridades chinesas, no final do ano passado, depois de detectadas as referidas bactérias em dois lotes que, no total, têm duas toneladas.

"Confirmamos que estes lotes em causa na China nunca chegaram a ser vendidos nos nossos restaurantes em Portugal", frisou ao CM fonte do gabinete de comunicação do Ikea Portugal. A mesma fonte acrescentou que nas lojas em Portugal não haverá qualquer suspensão de venda desta tarte.

Até ao momento, a gerência da cadeia Ikea Portugal não recebeu quaisquer queixas por parte de clientes.

Apesar de este risco de contaminação fecal, os níveis são muito baixos e a empresa já fez saber que nenhum dos lotes distribuídos traz riscos para a saúde.
Partilha o artigo
Comentários
Inicie sessão ou registe-se gratuitamente para comentar.
Revista SÁBADO
Assine a revista SÁBADO
Assine SÁBADO versão Tablet
SÁBADO Epaper
Edição nº 556
23 a 29 de Dezembro de 2014
Copyright ©
Todos os direitos reservados. É expressamente proibida a reprodução, na totalidade ou em parte, em qualquer tipo de suporte, sem prévia permissão por escrito da PRESSELIVRE - Imprensa Livre, S.A., uma empresa Grupo Cofina Media SGPS, S.A..
Obrigado por ler a SÁBADO
;)
     
     
Para poder adicionar esta notícia aos seus favoritos deverá efectuar login
Caso não esteja registado no site do Record, efectue o seu registo gratuito.